O melhor do Jazz em Lisboa até 10 de Agosto

O melhor do Jazz em Lisboa até 10 de Agosto

A 31.ª edição do Jazz em Agosto abre hoje, em Lisboa, com um concerto do norte-americano James Blood Ulmer, o primeiro dos guitarristas que vão dominar a programação do festival, a decorrer até ao próximo dia 10 na Fundação Calouste Gulbenkian.

Além do guitarrista de Nova Iorque, que a revista Village Voice definiu como "o elo perdido entre Jimi Hendrix e West Montgomery", o programa conta com músicos como o norte-americano Marc Ribot e o britânico Fred Frith, que se apresentará em três formações distintas, uma delas em estreia mundial.

Marc Ribot atua no domingo, com o grupo rock Ceramic Dog, e o músico britânico Fred Frith vai dar três concertos, no festival, com três formações distintas: o MMM Quartet, com Joelle Léandre e Alvin Curran (dia 08), Massacre, com Bill Laswell e Charles Hayward (dia 09), e o novo trio do guitarrista, com Joelle Léandre e Hamid Drake, que se estreia em Lisboa, a 07 de agosto.

No dia 06, apresenta-se Big Rain, grupo do trompetista austríaco Franz Hautzinger e do guitarrista japonês Keiji Haino. No dia 04, segunda-feira, o guitarrista francês Marc Ducret atua com Real Thing #3, agrupamento que reúne três trombones, piano percussões e guitarra.

Da programação deste ano fazem parte dois nomes portugueses: Lisbon Berlin Trio, do guitarrista Luís Lopes (dia 05), e L.U.M.E - Lisbon Underground Music Ensemble, de Marco Barroso, que encerra o Jazz em Agosto, no dia 10.

A exceção à guitarra surge no sábado, com o saxofonista britânico Evan Parker e o pianista norte-americano Matthew Shipp, que atuam em duo.

O festival vai ainda exibir seis documentários: "The soul of a man", de Wim Wenders, no sábado; "The Breath Courses Through Us", sobre o New York Art Quartet (dia 06), "Dancing to a different drummer", sobre o baterista Chico Hamilton (dia 07); "BasseContinue", com a contrabaixista Joelle Léandre (08); "Step across the border", sobre Fred Frith (09); e "Terje Rypdal & The Chasers", com o concerto do guitarrista norueguês no Jazz em Agosto de 1985, a exibir no último dia do festival.

Organizado pela Fundação Calouste Gulbenkian há 30 anos, o Jazz em Agosto foi distinguido este ano com o prémio da European Jazz Network.

Os concertos do Jazz em Agosto realizam-se no anfiteatro ao ar livre; os documentários são exibidos no Auditório 03 da Fundação.