O maior gin tónico do mundo vai ser feito em Lisboa

O maior gin tónico do mundo vai ser feito em Lisboa

Especialistas mundiais no setor dos bares reúnem-se esta terça-feira em Lisboa, num encontro que inclui debates e demonstrações e onde será preparado "o maior gin tónico do mundo", com 100 litros, disse fonte da organização à agência Lusa.

O 'Lisbon Bar Show' "é a "primeira feira internacional de bar em Portugal", disse Alberto Pires, da empresa Mojito Bar Catering, que organiza o evento, que decorre a partir das 13:00 na Tapada da Ajuda, em Lisboa.

O encontro conta com demonstrações por alguns dos mais conceituados nomes no mundo dos bares, que vêm a Lisboa "apresentar uma bebida, que marca a última tendência do mercado", afirmou o responsável.

Entre os especialistas, encontram-se alguns portugueses que "singraram no estrangeiro", como João Eusébio, consultor de bebidas radicado em Barcelona, onde tem uma escola, ou Alex Ruas, que "está a ter muito sucesso em Oslo".

Marian Beke, do londrino Nightjar, considerado o segundo melhor do Mundo, Ian Burrel, "reconhecido como embaixador mundial do rum" ou António Parlapiano, especialista em cocktails, são alguns dos nomes que marcam presença no encontro, onde haverá ainda exposições de marcas e apresentações de novas técnicas e utensílios no mercado.

Os produtos portugueses, como o moscatel de Setúbal, o vinho do Porto ou o vinho da Madeira, também estarão em destaque.

Durante o encontro, será produzido o "maior gin tónico do Mundo", com 25 litros de BULLDOG Gin e 75 litros de água tónica, que a organização pretende inscrever no livro de recordes mundiais do Guiness.

O gin tem subido recentemente de popularidade entre os portugueses, mas trata-se de "uma tendência muito mais ibérica" -- Espanha já passou pelo mesmo movimento -, disse Alberto Pires.

O responsável descreveu que, atualmente, a moda no estrangeiro passa pelas chamadas "tiki drinks" (cocktails exóticos) e por bares escuros, quase clandestinos, que evocam as décadas de 1920 e 1930, durante a "lei seca", em que foi proibida a comercialização de bebidas alcoólicas.

A organização espera receber cerca de 1.500 visitantes, com um euro por cada entrada (18 euros) a reverter a favor da instituição Mimar - Associação de Acolhimento e Integração de Crianças, do Estoril.