O fado vai ao CCB

O fado vai ao CCB

Numa co-produção entre a Fundação CCB e o Museu do Fado, começa no último sábado de Janeiro um ciclo de concertos de novos fadistas no Centro Cultural de Belém, intitulado “Há Fado no Cais”. Marco Oliveira é o primeiro nome a subir ao palco, numa estreia no CCB. Com apenas 24 anos de idade, Marco Oliveira, um dos mais representativos fadistas da sua geração e não traz apenas o fado na sua voz. Neste caso “Fadista” não se aplica apenas ao intérprete: é também um compositor e isso pode ver-se no seu disco com temas como Sabes Lá (o que é ficar sozinho), Noite da Saudade ou Lisboa Será Assim. É ainda um dos mais importantes músicos da nova vaga dos violistas de fado acompanhando Ana Moura, Raquel Tavares, Hélder Moutinho, Ricardo Parreira, entre outros.

Depois de Marco Oliveira, o ciclo vai contar com a participação já confirmada de Gisela João e Miguel Capucho.

Centro Cultural de Belém, dia 26 de Janeiro, sábado, pelas 21 horas. Bilhetes de 10 e 12 euros.