'O baile', de Edgar Neville, com encenação de João Mota, estreia-se quinta-feira

'O baile', de Edgar Neville, com encenação de João Mota, estreia-se quinta-feira
A peça “O baile”, de Edgar Neville, com encenação de João Mota, estreia-se na quinta-feira, no auditório do Casino Estoril, com Carla Chambel, Henrique de Carvalho e Rui Neto.
 
No átrio do Casino Estoril estará patente, durante o período que a peça fica em cartaz, previsivelmente até finais de abril, segundo fonte da Estoril Sol, uma exposição de peças originais, guarda-roupa, adereços de cena e objetos pessoais dos atores Laura Alves, Paulo Renato e Ruy de Carvalho, que protagonizaram, em 1959, “O baile”, no demolido Teatro Monumental, em Lisboa, numa encenação de António Pedro, com cenários e figurinos de Pinto de Campos.
 
A peça teve grande sucesso de público tendo sido por duas vezes transmitida pela RTP, a 27 de outubro de 1965 e, novamente, em 1966, segundo o centro de Estudos de Teatro da Faculdade de Letras da universidade de Lisboa.
 
“Em ‘O baile’, a ação percorre três gerações ao longo do século XX, centrando-se em três personagens de classe média/alta lisboeta: numa mulher, Adélia, casada com Pedro, por sua vez amigo íntimo de Julião, antigo namorado dela, personagem que, por amor a ela e por amizade a ele, se manteve sempre muito próximo do casal, chegando até a viver na mesma casa como hóspede”, adiantou à Lusa fonte da Estoril Sol, acrescentando, não se tratar “contudo, de um trio amoroso”.
 
“Adélia tem uma doença fatal e a eventual morte prematura exige deles uma mudança radical, não muito difícil para o Pedro, mas dolorosa para Julião", adianta a apresentação da obra.
 
Nesses momentos em que uma mulher anseia, secretamente, para si mesma, por "liberdade, emancipação social e isolamento conjugal, surge, então, um ‘baile de máscaras’, o qual vai trazer à tona algo que nunca morre, o amor”, segundo a mesma fonte.
 
A peça tem antestreia marcada para quarta-feira.