Número recorde de praias classificadas, estuário do Tejo já tem uma

Número recorde de praias classificadas, estuário do Tejo já tem uma

Portugal tem um número recorde de 543 praias classificadas este ano e, pela primeira vez, o estuário do Tejo tem uma, no Seixal, mas ainda são quatro as que apresentam má qualidade, anunciou hoje a Quercus.
Das 335 praias distinguidas pela associação ambientalista com qualidade de ouro, mais 40 do que em 2012, 20 são interiores, adiantou Francisco Ferreira, da Quercus, realçando que o município de Albufeira apresenta o maior número, seguindo-se Vila Nova de Gaia, Almada e Vila do Bispo.
"Em termos de zonas balneares, em 2013, penso que temos um quadro muito positivo, (...) com um número recorde, com 543 praias classificadas, infelizmente temos quatro praias com qualidade má, mas no ano passado tinhamos cinco, e há 23 praias com uso limitado", um parâmetro relacionado com o risco associado às arribas, explicou à agência Lusa Francisco Ferreira.
Este ano, são mais 17 as praias classificadas relativamente a 2012.
As praias com qualidade classificada como “má” incluem uma costeira (São Roque, no concelho de Machico, na Madeira) e três interiores (Pontilhão da Valeta, em Arcos de Valdevez, Fragas de S. Simão, em Figueiró dos Vinhos, e Agroal, em Ourém).
O responsável da Quercus realçou que "o estuário do Tejo tem pela primeira vez uma praia classificada, o que mostra que a foz de um rio tão simpático, com muito para oferecer às populações em termos de lazer, finalmente começa a ter a qualidade por causa do tratamento de efluentes domésticos" nas duas margens.
Trata-se da praia de Ponta dos Corvos, no concelho do Seixal, cuja época balnear se estenderá de 15 de junho a 15 de setembro.
Em 2012, "houve regressão das zonas balneares, este ano regista-se recuperação, mas não como seria desejável, [sobretudo] nas praias interiores", referiu ainda Francisco Ferreira.   
Este ano, as praias com qualidade excelente passaram de 85% para 94%, na costa, e de 54% para 68% no que respeita às águas interiores, valores próximos dos verificados em 2011.
Das 335 praias identificadas pela Quercus, 309 são costeiras, 20 são interiores e seis são de transição.
Além de Albufeira (com 20 praias), Vila Nova de Gaia (16), Almada (15), Vila do Bispo (12), Torres Vedras (11) e Grândola (10) compõem o grupo dos concelhos com mais zonas balneares classificadas.
Os concelhos com mais praias interiores com qualidade de ouro são Macedo de Cavaleiros, Oleiros, Proença-A-Nova e Vila de Rei (duas praias cada).
Francisco Ferreira transmitiu ainda "grande preocupação" com a forma "muito menos prática e explícita" como está a ser disponibilizada a informação sobre a qualidade da água das praias pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA).
"Infelizmente, até agora [a época balnear começou sábado], essa informação está a ser disponiblizada de uma forma muito menos prática e explicita através da APA, mais um reflexo da crise económica e financeira que em vários domínios do ambiente está a penalizar fortemente o dever que a legislação impõe de facilitar a comunicação com o público sobre qualidade ambiental", alertou.