Novo Kia Soul 1.6 CRDi TX: Pleno de ousadia

Novo Kia Soul 1.6 CRDi TX: Pleno de ousadia
Aqui não há meio-termo. O Soul é mesmo assim: uns gostam, outros não. As linhas arrojadas de estilo cubista mantêm-se na segunda geração do mais irreverente modelo da Kia. No entanto, quase tudo é novo no Soul, à excepção do motor 1.6 CRDi de 128 cv que, mesmo assim, foi aprimorado.
 
Graças à utilização da mesma plataforma do cee'd, a distância entre eixos aumentou 2 cm e a largura é agora de 1,8 metros (mais 1,5 cm) com reflexos positivos no espaço para os passageiros e na bagageira (agora com 354 litros, mais 132 que no modelo anterior). De resto, a habitabilidade é um dos grandes atributos deste modelo tão do agrado do mercado sul americano, nos EUA e em grande parte da Europa, embora com maiores dificuldades em contrariar o conservadorismo nacional. Transporta cinco pessoas de forma cómoda, com espaço generoso para pernas e ombros, com o desenho dos bancos a favorecer esta equação.
Lá dentro, nota-se o esforço feitopela marca no que toca a revestimentos e acabamentos, colocando o Soul em nível superior quando comparado com outras propostas do segmento. Sobressai ainda o excelente desenho do tablier e o generoso ecrã central, onde é possível comandar várias funções multimédia,o sistema de navegação (disponível como extra) e onde se projectam as imagens da câmara traseira de ajuda ao estacionamento. O volante, forrado a pele, está repleto de comandos de apoio à condução, entre os quais o selector para os três níveis de assistência da direcção: Normal, Conforto ou Sport. 
Este pequeno monovolume, com vocação de crossover urbano, é proposto em Portugal com o nível de equipamento TX, que entre outros itens inclui ar condicionado automático, sensores de luz e chuva, câmara e sensores de estacionamento, faróis de nevoeiro e jantes especiais de 18''. A estes juntam-se vários sistemas de segurança e ajuda à condução, como por exemplo a assistência ao arranque em subidas.
 
Quanto ao motor 1.6 CRDi, revela competências acima da média mas mostra-se menos regrado em termos de consumo, em especial na condução em auto-estrada. Na cidade ou em estrada a velocidade mais moderada conseguimos médias na casa dos 6,8 litros/100 km. 
 
As jantes de 18'' com pneus de baixo perfil, beneficiam o comportamento dinâmico e, naturalmente, o conjunto estético, mas penalizam o conforto a bordo quando circulamos em pisos mais irregulares.
Falta falar na excelente relação qualidade/preço. Durante a campanha de lançamento, o novo Kia Soul é proposto abaixo dos 23 mil euros, o que é francamente bom.
 
Paulo Parracho

Kia Soul 1.6 CRDi TX