Novo Dacia Sandero Stepway: Muito carro, por pouco dinheiro

Novo Dacia Sandero Stepway: Muito carro, por pouco dinheiro
Estávamos em 2004 quando a Renault assumiu a Dacia como a sua marca 'low-cost'. A partir daí a qualidade tem crescido ao ritmo das vendas mantendo, contudo, o preço baixo que caracteriza a vasta gama de modelos lançados no mercado. 
 
A par do Duster, o novo Dacia Sandero Stepway interpreta na íntegra o sucesso da marca e o conceito que a distingue: apresentar carros de qualidade, fiáveis, robustos, versáteis e económicos a preços acessíveis. A nova versão do Sandero junta a estes atributos design moderno, nível de equipamento bastante completo e qualidade de construção igualmente melhorada.
 
A zona frontal foi a que recebeu mais retoques, com nova grelha decorada com elementos cromados, pára-choques redesenhado e quatro blocos LED, que se replicam na traseira. As protecções laterais, as barras de tejadilho e a maior altura ao solo distinguem o Stepway da versão convencional do Sandero.
 
Embora sem luxos, a habitabilidade continua a ser atributo a considerar neste modelo, agora dotado de bancos mais modernos e confortáveis, de novo tablier e de equipamentos até aqui impensáveis num modelo deste preço. Aqui, destaque para o sistema Media Nav Evolution, sistema multimédia e de navegação (com visualização 2D ou 3D) com assinatura da LG, muito intuitivo e funcional, assente num ecrã táctil de 7''. 
 
E se a este argumento juntarmos a câmara traseira de ajuda ao estacionamento, ainda acredita que estamos perante um carro apelidado de 'low-cost'? Julgamos que não.
 
Outro argumento de peso no sucesso comercial do Sandero Stepway está na gama de motores Renault, com destaque para o tricilindrínco TCe 90, a gasolina, e para o mais que comprovado 1.5 dCi, diesel, de 90 cavalos, bloco que graças à sua fiabilidade equipa vários modelos de outras marcas, como o Renault Clio, Nissan Micra ou até mesmo o Mercedes Classe A. 
 
Esta motorização, testada pelo JR, garante comportamento adequado para todos os tipos de condução e baixos consumos (na casa dos 5,0 l/100 km). 
Pode procurar e comparar com a concorrência directa, mas será difícil encontrar tanto, por tão pouco.
 
Paulo Parracho
 
Saiba mais sobre este modelo: