Nova Orquestra Sinfónica de Cascais estreia-se a 21 de março

Nova Orquestra Sinfónica de Cascais estreia-se a 21 de março
A nova orquestra Sinfónica de Cascais, criada pela Câmara Municipal e pelo Conservatório de Música do concelho, vai apresentar-se ao público no dia 21 de março, no primeiro de quatro concertos previstos para este ano.
 
A assinalar a chegada da primavera, no dia 21 de março, o auditório Senhora da Boa Nova, no Estoril, vai receber o primeiro concerto do novo projeto cultural de Cascais, que contará com a participação do pianista português Artur Pizarro e de Rinaldo Zhok.
 
De acordo com um comunicado da Câmara de Cascais, os dois artistas vão interpretar, pela primeira vez em Portugal, o concerto para piano a quatro mãos de Carl Czerny, aluno e colaborador de Beethoven.
 
Em seguida, segundo a autarquia de Cascais, será interpretada a Sinfonia N.º 9 do compositor checo A. Dvorák.
 
"Conhecida como Sinfonia do Novo Mundo, estreou a 16 de dezembro de 1893 na Sociedade Filarmónica de Nova Iorque, materializando a sua perspetiva do que seria a música americana do futuro: inspirada em elementos da música negra e em elementos melódicos americanos", descreve a câmara, referindo-se à obra de A. Dvorák.
 
Com direção musical a cargo do maestro Nikolay Lalov, da nova orquestra fazem parte profissionais da Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras (OCCO), músicos do Conservatório de Música de Cascais e artistas convidados, nacionais e estrangeiros, num total de 70 a 80 elementos.
 
"Ainda não é uma formação permanente, mas Cascais já pode dizer que tem uma orquestra sinfónica", sublinha a autarquia.