Nova geração de espanhóis está a descobrir Portugal

Nova geração de espanhóis está a descobrir Portugal
O administrador do Turismo de Portugal, Luís Matoso, considerou hoje que a nova geração de espanhóis está a descobrir Portugal como destino turístico, atraídos por ofertas diferenciadoras como os festivais de música e o surf.
 
"Hoje, depois de anos de costas voltadas, acho que os espanhóis estão a descobrir Portugal e é bom que um povo que viaja muito dentro do seu país entenda que pode vir a um país ao lado", disse Luís Matoso à agência Lusa, em declarações a propósito da participação portuguesa na Feira Internacional de Turismo de Madrid (FITUR), que arranca na quarta-feira.
 
Uma das estratégias do turismo português, explicou Luís Matoso, passa precisamente por "insistir nesse tema".
 
"Os espanhóis que vão passar férias ao mesmo sítio, a Marbella ou à Andaluzia, vinte vezes seguidas, por um pouco mais vão a um país novo e diferente. Achamos que isso pode ser positivo e uma vantagem competitiva para Portugal", disse o mesmo responsável, acrescentando que, até novembro de 2014, Portugal registou 1,353 milhões de hóspedes espanhóis, ou seja um em cada seis de todos os estranjeiros que visitaram Portugal.
 
Segundo Luís Matoso, "os números dizem que os festivais musicais têm uma adesão enorme do público espanhol e isso mostra que uma área em que Portugal não tínha competência há uns anos agora é reconhecida".
"Dão mais atenção aos festivais e ao surf, hoje em dia, do que, se calhar, davam ao fado, há uns anos", afirmou Luís Matoso.
 
Matoso realçou que os portugueses têm de estar "confiantes no bom produto" que têm.
 
"Nós temos boas praias, mas os espanhóis também. Já no surf, somos o melhor destino da Europa e isso não é comparável com mais nenhum país", sublinhou.
 
O administrador do Turismo de Portugal reconheceu que as novas ligações aéreas e a melhoria nas acessibilidades "melhorou imenso [o fluxo]" de turistas espanhóis, mas disse acreditar que esta alteração "resulta também de uma forma diferente de os portugueses olharem para si próprios".
 
"Falamos dos festivais, da cidade de Lisboa, com a oferta e a vida noturna. Enfim, somos um país mais aberto, temos um posicionamento e uma forma que eu acho que os espanhóis gostam", declarou.
 
Para tirar ainda mais proveito do mercado espanhol, afirmou Luís Matoso, Portugal terá de retirar mais proveito da região espanhola da Catalunha.
 
"Há um potencial enorme. Dos espanhóis que viajam, os catalães representam 27 por cento. Um dos caminhos a seguir é aumentar precisamente a nossa penetração na Catalunha", explicou.
 
A FITUR - um dos maiores eventos do género na Europa - arranca na quarta-feira, contando com um stand português que será inaugurado com a presença do ministro da Economia, António Pires de Lima, e o secretário de Estado do Turismo, Adolfo Mesquita Nunes.