Noite de recital no Casino Estoril com 'Memória das Canções'

Noite de recital no Casino Estoril com 'Memória das Canções'

O Auditório do Casino Estoril acolhe, no próximo dia 26 de Outubro, às 21h30, o recital “Memória das Canções”. Trata-se de um espectáculo promovido pela Santa Casa da Misericórdia de Cascais para os seus benfeitores, que terá como grandes protagonistas o tenor Carlos Guilherme e o pianista João Balula Cid que acompanhados na viola-baixo por Filipe Larsen e, na bateria, por Henry de Sousa interpretarão canções bem conhecidas do público, conduzindo-o, como que por magia, por um mundo de ternura, de sonhos e, porque não dizer, de amor.

Quem resistirá a não trautear “Guitarra toca baixinho”, “Caruso”, “Cartas de amor”, “Solamente una vez”, “My way”, “Malagueña”, “Unforgettable”, “New York New York”, “Olhos Castanhos”, “Granada”, “O Sole Mio”, “Quando o Coração Chora“ ou a famosa ária “Nessun Dorma”da ópera Turandot criada por Giacomo Puccini.

O recital “Memória das Canções” oferece uma noite mágica no Auditório do Casino Estoril. Deixemo-nos pois embalar por canções que deixarão, em todos, momentos de encantamento.

 

CARLOS GUILHERME

Nasceu em Lourenço Marques. Foi cantor residente do Teatro Nacional de S. Carlos de 1980 a 1992. O seu repertório inclui 43 papéis principais em 79 óperas, recitais e concertos por todo o País e no estrangeiro (Estados Unidos, Itália, Brasil, Moçambique, Bélgica, Espanha, França e Israel).

Cantou com todas as orquestras portuguesas e algumas estrangeiras (Orquestra de Câmara de Pádua, do Comunal de Bolonha, Filarmónica de Moscovo e Sinfónicas de Budapeste, S. Francisco, Israel, Pequim e Shangai.

Tem 13 CD editados, o último dos quais intitulado “In Opera”. É seu o primeiro disco de platina atribuído em Portugal: “Quando o Coração Chora”. Mais tarde, obteve outro CD de platina, dois de ouro e um de prata.

Melhorou a sua técnica vocal com Marimi del Pozo, Gino Becchi, Campogalliano, Claude Thiolass e Regina Resnik. Foi-lhe atribuído o prémio “Tomas Alcaide” e 3 prémios “Nova Gente”

 

JOAO BALULA CID

Iniciou os seus estudos musicais em Lisboa com Cândida Mota Pereira e Jaime Silva. Com Francine Benoit (1975) estudou na Academia de Amadores de Música e mais tarde com Leonor Leitão no Conservatório Nacional. Frequentou o Royal Conservatory of Music em Toronto e a classe de piano de Edmund Battersby na Universidade de Montclair (New Jersey, 1980) onde foi aluno de Konrad Wolf. Foi Bolseiro da Mary and William Shrieve Foundation of America, tem o grau de “Master of Fine Arts in Arts Administration” na Columbia University.

Para além de inúmeros recitais, participações em espectáculos e programas de televisão em Portugal, já actuou noutros países como, por exemplo, no Canadá, Estados Unidos, México, Espanha, França, Benelux, Itália, Suécia, Noruega, Inglaterra, Rússia, Cazaquistão, Macau, Timor, Austrália e Alemanha.

Tem gravados sete CD dos quais dois em parceria com o tenor Carlos Guilherme: “É Natal” e “Canções da República – O que se Ouvia em Portugal” entre 1889 e 1927.

 

O Auditório do Casino Estoril acolhe, no próximo dia 26 de Outubro, às 21h30, o recital “Memória das Canções”. Free Seating. M/12.

 

Reservas: Tel - 214 827 460

                 Tlm - 960 088 997