Nacional de ralis arranca no sábado com mais de 60 inscritos

Nacional de ralis arranca no sábado com mais de 60 inscritos
A aposta da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK) em atrair mais concorrentes para o Campeonato Nacional de ralis deu já os seus frutos no Rali Serras de Fafe, a prova de abertura do campeonato.
Para a prova de abertura do Nacional, a disputar no sábado, inscreveram-se mais de 60 pilotos, um sinal de adesão e que deixa Luiz Pinto Freitas, presidente da FPAK, satisfeito e otimista para o que resta do campeonato.
Em termos de alterações, passam a contar para o campeonato cinco ralis - Serras de Fafe, Cidade de Guimarães, Centro de Portugal, Mortágua e Casinos do Algarve -, mas os três ralis internacionais, o de Portugal, o dos Açores e o da Madeira, podem também permitir pontuar.
Com a designação Taça de Ouro, os pilotos podem optar por usar a pontuação obtida num destes três ralis para substituir o seu pior resultado numa das cinco provas do campeonato nacional, tendo como imperativo o terem participado nos cinco ralis que compõem o campeonato.
Além desta medida, vai ser criada, a exemplo do que já vem sucedendo no Mundial (WRC), a "power stage", que atribui pontos extra aos três primeiros classificados na derradeira especial de cada rali, numa tentativa de manter a expetativa até final de cada prova.
Para o arranque do campeonato, dois pilotos surgem como os maiores candidatos à conquista do título nacional, Bernardo Sousa e Pedro Meireles, em virtude de competirem com duas viaturas S2000.
Com um Peugeot 207 S2000, Bernardo Sousa vai ainda tentar fazer valer a sua experiência mundialista para levar vantagem na estrada e tentar revalidar um título conquistado em 2010.
Já Pedro Meireles competirá com um carro mais competitivo, o Skoda Fabia S2000, facto que o deixa na linha da frente em termos da luta pela conquista inédita do título.
Outras candidaturas ao título, casos de Ricardo Moura, atual bicampeão nacional, dependerão da possibilidade de evolução das suas atuais máquinas ou da forma como o campeonato correr aos restantes pilotos.
A mudança no figurino do campeonato atraiu mais gente, principalmente alguns veteranos, que assim, através da experiência, poderão conferir alguma competitividade.
Exemplos disso são os casos dos antigos campeões nacionais Fernando Peres e Miguel Campos, embora ainda apenas tenham confirmado a presença neste primeiro rali da temporada.
Fernando Peres esteve em evidência no campeonato nacional na década de 90, vencendo três campeonatos consecutivos (1994, 1995 e 1996), enquanto Miguel Campos, mais recentemente, triunfou no ano de 2002.
O Campeonato Nacional de ralis arranca no sábado com a realização do rali Serras de Fafe, uma prova de um dia, com arranque às 10:15 e termo previsto para as 19:00. Serão disputadas ao todo nove provas especiais de classificação, num total de 103,12 quilómetros cronometrados.