Municípios contra suspensão do passe intermodal da rodoviária Vimeca

Municípios contra suspensão do passe intermodal da rodoviária Vimeca

As câmaras da Amadora, Cascais, Odivelas, Oeiras e Sintra, onde opera a transportadora rodoviária Vimeca, mostraram-se hoje “totalmente contra” a decisão da empresa de suspender os passes intermodais, por implicar “graves transtornos” aos utentes.
Numa nota conjunta, os cinco municípios consideram que a anunciada suspensão, com efeitos a partir de 01 de abril, vai “acarretar um prejuízo incomensurável para os milhares de utentes do transporte público regular de passageiros”.
O passe intermodal da Vimeca permitia aos utentes o acesso a diferentes operadoras de transporte público na zona de Lisboa, como o Metro, a Carris e a CP – Comboios de Portugal com valores mais reduzidos quando comparados com a aquisição individual de cada um dos títulos de transporte.
Contactado pela agência Lusa, o vereador dos Transportes da Câmara da Amadora, Gabriel Oliveira, reiterou o descontentamento pela decisão da empresa e alertou para o “impacto extremamente negativo” que vai ter na vida das pessoas.
“Este tipo de passe social é o mais utilizado pelos munícipes das linhas de Sintra e de Cascais. A suspensão do passe vai causar um grande transtorno a todas as pessoas que, mais grave do que tudo, vão ter de pagar mais. Qualquer dia não há transportes públicos”, afirmou o autarca.
Gabriel Oliveira lamentou ainda que não tivesse havido qualquer contacto da Vimeca para dar conta da decisão aos municípios, tendo as autarquias sido informadas por um comunicado publicado na Internet.
Em Oeiras, alguns munícipes já lançaram um abaixo-assinado contra o fim da inclusão da Vimeca nos passes intermodais.
“Parece-nos extremamente grave esta situação, que irá prejudicar milhares de oeirenses, agravando as suas despesas com transportes. Esta situação não é aceitável e como tal apelamos à assinatura do abaixo-assinado”, lê-se no documento.
Na sua página da Internet, a Vimeca informa que a sua participação nos passes intermodais L1, L12, L123, L123SX, L123MA, L123FS, 012, 023 e 123, em todos os seus tipos e modalidades, deixam de ser válidos a partir do dia 01 de abril de 2013.
A Lusa tentou obter esclarecimentos junto da direção da Vimeca, mas tal não foi possível até ao momento.