Montelavar: Senhora da Nazaré, 17 anos depois

Montelavar: Senhora da Nazaré, 17 anos depois

Dezassete anos depois, a paróquia de Montelavar volta a acolher a imagem de Nossa Senhora da Nazaré, cumprindo mais uma etapa do Círio da Prata Grande. Os festejos arrancam no próximo dia 15, com o círio proveniente de Santo Isidoro (Mafra) a entrar em Montelavar já durante a noite, como manda a tradição, num dos momentos altos em termos religiosos. A chegada a Montelavar está prevista para as 21h00, com o acolhimento a ter lugar meia hora depois na igreja da freguesia, onde são esperadas milhares de pessoas e muita emoção à mistura.
Após as festas de 1995/1996, os fiéis aguardam com expectativa o regresso da veneranda imagem. "A expectativa em Montelavar é elevada, por se tratar de um círio com muito impacto nas 17 paróquias que a imagem visita, de 17 em 17 anos, assumindo-se como uma festa de grande relevo e interesse para as populações da nossa região", salienta Armando Silvestre, juiz das festas, que se vão prolongar até 23 de Setembro.
Apesar dos tempos de crise, que condicionaram ao nível da oferta artística, o programa foi delineado de acordo com a relevância dos festejos. "O programa tem qualidade, tem dignidade e muito respeito pela situação em que nos encontramos", realça o responsável da Comissão de Festas de Nossa Senhora da Nazaré. Uma crise que se sente com muita acuidade nesta região, um dos pólos nacionais da transformação das rochas ornamentais, que tem visto o desemprego assumir números assustadores. "Montelavar encontra-se numa zona industrial bastante penalizada pela crise", lamenta Armando Silvestre.
A vertente religiosa das festas contempla a realização de duas procissões, nas tardes de domingo (dia 16 e 23), após a celebração de missa a cargo do padre Avelino Alves, pároco de Montelavar. "São também dias religiosos de alto nível, nas cerimónias que rodeiam a imagem de Nossa Senhora da Nazaré".
O ponto alto será, no entanto, o círio entre Santo Isidoro e Montelavar. Com saída da localidade do concelho de Mafra a partir das 13h00, a imagem será transportada num veículo especial da Confraria de Nossa Senhora da Nazaré, uma berlinda, percorrendo os 17 quilómetros que separam Santo Isidoro de Montelavar "a passo de cavalo". Com o acompanhamento da Charanga da GNR, o círio vai efectuar algumas paragens em localidades do concelho de Mafra, incluindo em frente à basílica, "onde os anjos cantam para o povo". Cerca das 20h00, está prevista a chegada a Pero Pinheiro e, uma hora depois, a Montelavar, com o acolhimento na Igreja Matriz previsto para as 21h30.