MONTE ESTORIL: Hotel Atlântico vai dar lugar a residências de luxo

MONTE ESTORIL: Hotel Atlântico  vai dar lugar  a residências de luxo

Empreendimento abrange 25 apartamentos e nova unidade hoteleira de cinco estrelas.
A demolição já começou. O Hotel Atlântico, edifício de referência no panorama hoteleiro da década de trinta do Monte Estoril, vai dar lugar a uma nova unidade hoteleira de cinco estrelas e a 25 apartamentos com qualidade ‘premium’ e de grandes dimensões, numa intervenção que se estima durar cerca de dois anos.
Atlântico Estoril Residence é o nome do projecto que pretende modernizar o Monte Estoril sem lhe tirar a nobreza de destino turístico. Prevista está também uma alteração na Avenida Marginal com a possível inclusão de uma rotunda em frente ao edifício do Atlântico Estoril Residense, com o objectivo de fazer fluir o trânsito da Marginal e facilitar as entradas e saídas para a nova unidade e também para o Monte Estoril.
Os promotores (Porta da Frente e Christie’s) apostaram na recuperação do 'glamour' e do prestígio conquistados pelo octogenário Hotel Atlântico. “A equipa de arquitectos liderada por João Paciência encarregou-se de desenvolver uma proposta estético-criativa assente no conceito ‘Recriar uma Imagem, Reinventar um Espaço’”. O restabelecimento da tradição hoteleira, aliado à criação de unidades imobiliárias para residentes em permanência, foi o ponto de partida do projecto, revelam os promotores do empreendimento.
Espaço e luz são os denominadores comuns aos 25 apartamentos de luxo que vão ocupar os pisos superiores do edifício. “As tipologias vão do T2 ao T5 e as áreas oscilam entre os 185 e os 405 metros quadrados”, explicam os promotores. Todas as residências desfrutam de amplas vistas para a orla marítima. Os residentes vão beneficiar da prestação integrada dos serviços do hotel e de todas as suas infra-estruturas (spa, restaurante, bar, piscinas, etc.).
De acordo com os promotores, a unidade hoteleira de cinco estrelas “foi concebida para integrar todas as valências topo de gama indispensáveis num espaço turístico de alto luxo no século XXI”. “Nos dois primeiros pisos, entre várias áreas ajardinadas, para além do spa, existe um restaurante, um ‘coffee-shop’ e toda uma frente de quartos (T0), virada para o mar, com vista e acesso para a piscina exterior de água salgada. O piso cave acolhe as zonas técnicas de apoio a todo o edifício e os amplos espaços de estacionamento para os residentes permanentes e os clientes do hotel”, revelam.