Moção defende eletrificação da Linha do Oeste entre Meleças e Louriçal

Moção defende eletrificação da Linha do Oeste entre Meleças e Louriçal
A Assembleia Municipal das Caldas da Rainha vai solicitar ao Governo a eletrificação da linha do Oeste entre Meleças e Louriçal e a eventual alteração do traçado para encurtar os tempos de viagem.
 
Numa moção aprovada por unanimidade na terça-feira à noite, a Assembleia contesta o facto de o projeto de modernização da Linha do Oeste prever somente a “a eletrificação do troço entre Meleças e Caldas da Rainha”, defendendo que a mesma deve estender-se “até ao Louriçal”.
 
A par, os deputados exigem ainda a “automatização de sinais e agulhas e o prolongamento de troços de cruzamento”, bem como que o Governo considere “a possibilidade de correções no traçado” ou mesmo um traçado alternativo, “com o objetivo de reduzir o tempo de viagem, designadamente a jusante das Caldas da Rainha.
 
A modernização da Linha do Oeste é reivindicada pelos autarcas da região há vários anos e foi um dos projetos aprovados no âmbito do plano de compensações pela não construção do novo aeroporto de Lisboa na Ota, como esteve previsto durante o Governo de José Sócrates.
 
Depois de “sucessivos anúncios governamentais do lançamento de projetos para a modernização da linha nunca levados à prática”, os deputados contestam agora o “projeto de intervenção parcial anunciado para ser concretizado até ao final de 2020, no âmbito do Plano Estratégico de Investimentos em Infraestruturas em Ferrovia.
 
Tanto mais que, sublinha o documento, trata-se de “um troço ferroviário estratégico no plano de rede ferroviária nacional”, que os deputados consideram ter “potencialidades que, devidamente exploradas, o podem transformar num eixo de transporte de passageiros e de mercadorias, envolvendo simultaneamente Área Metropolitana de Lisboa e as regiões do Oeste e do Centro, com impacto muito positivo no plano económico e social”.
 
Além de ser enviada ao Governo, a moção será hoje apresentada numa reunião promovida pela Assembleia Municipal de Loures e que contará com a participação de assembleias municipais dos vários municípios servidos pela linha que liga o Cacém à Figueira da Foz e a Coimbra.