Ministros Crato e Cristas visitam escola de Cascais para realçar aposta no mar

Ministros Crato e Cristas visitam escola de Cascais para realçar aposta no mar

O ministro da Educação e Ciência, Nuno Crato, admitiu hoje em Cascais a criação de cursos profissionais virados para a área do mar, no âmbito da proposta de alargamento dos limites da plataforma continental apresentada nas Nações Unidas.

Nuno Crato considerou que a aposta no mar, para além dos impactos imediatos em termos curriculares, "pode vir a desenvolver-se em escolas determinadas, como as escolas quiserem, com ofertas mais vocacionadas, mais profissionalizadas".

O ministro acompanhou Assunção Cristas, ministra da Agricultura e do Mar, à Escola Básica e Jardim de Infância Rómulo de Carvalho, em Matos Cheirinhos, São Domingos de Rana, para afixar o primeiro de 100.000 mapas "Portugal é Mar" a distribuir pelas escolas do país.

O mapa delimita a atual zona económica exclusiva e a nova área limite da Plataforma Continental apresentada em 2009, no âmbito da Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar.

A ministra Assunção Cristas salientou, perante os alunos de uma sala de aula da escola Rómulo de Carvalho, que "a parte do mar é 18 vezes mais do que a parte da terra e quando a proposta for aprovada a zona marítima será 42 vezes mais". Para a ministra, a distribuição dos mapas visa "sensibilizar as novas gerações" para as potencialidades do mar, de modo a que possam estudar o aproveitamento futuro dos recursos marinhos.