Metade dos alunos do ensino público de Cascais aderiu ao 'Lanche Saudável'

Metade dos alunos do ensino público de Cascais aderiu ao 'Lanche Saudável'
A Câmara de Cascais revelou que cerca de 50% dos alunos das escolas públicas do concelho aderiram ao programa "Lanche Escolar", um projeto de reforço alimentar implementado há um mês.
 
A autarquia referiu que o programa, que visa reforçar o apoio alimentar nas escolas da rede pública do pré-escolar e do primeiro ciclo do concelho, constitui uma "mais-valia", não só pela resposta social, mas também pela forma como ajuda as famílias na organização das refeições diárias dos alunos.
 
"Esta é mais uma política social que nos coloca na linha da frente na construção de um Estado Social local mais forte, que apoia e que está onde é preciso estar, ao serviço de uma comunidade mais solidária", refere o presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras, citado no comunicado.
 
Num investimento de 350 mil euros para o ano letivo, a câmara indica que, durante este primeiro mês, tem recebido reações positivas dos encarregados de educação.
 
"Poupança, saudável e solidário são as palavras mais ouvidas quando perguntamos aos encarregados de educação quais as vantagens do programa", sustenta o governante.
 
Segundo a autarquia, num total de 2.706 alunos que aderiram ao programa, 70% são beneficiários da Ação Social Escolar e, destes, 55% tem direito ao lanche gratuito por estarem abrangidos pelo escalão A.
 
Os alunos que integram o escalão B (15% dos beneficiários) usufruem de um desconto de 50% no custo dos lanches, ou seja, contribuem apenas com 0,25 euros por lanche. Os que se enquadram no escalão C pagam 0,50 euros.
 
Todos os alunos que frequentam escolas da rede pública do pré-escolar e primeiro ciclo podem ainda vir a beneficiar deste programa através da inscrição no Sistema de Gestão de Refeições (http://refeicoes.cmcascais.maiseducacao.pt).