Mercedes CLA 220 CDI: Uma fonte de prazer

Mercedes CLA 220 CDI: Uma fonte de prazer

É mais um daqueles que faz girar cabeças por onde passa. Ainda para mais, a versão 220 CDI do Mercedes-Benz CLA que testámos apresentava-se sob um deslumbrante “vermelho júpiter” e dotada de um pack AMG Sport  que lhe confere um estilo ainda mais desportivo e agressivo. Ao lançar este modelo,  a Mercedes-Benz criou um novo conceito automóvel, através de um coupé de 4 portas de formato vanguardista que lhe garante “aerodinâmica de referência mundial (Cd=0.22)”.

Para muitos, este é um CLS mais pequeno, embora dotado de identidade própria, capaz de agradar a um público mais jovem. É que, para além de um estilo marcadamente desportivo, também notado no desenho dos interiores, o CLA surge recheado de atrativos tecnológicos.

A introdução de uma espécie de tablet no centro do tablier (tal como no Classe A) é apenas o ponto de partida para um conjunto de possibilidades relacionadas com as novas tecnologias e que nos criou um dilema: sair de imediato para a estrada para aproveitar os quatro dias de ensaio propostos pela marca ou explorar a fundo as funções ‘Apple Friendly’ do CLA.

Pois, é que se dotado da aplicação Digital Drive Style da Daimler e do Drive Kit Plus, que permite a integração de um iPhone no veículo é possível aceder ao Facebook, Twitter, rádio pela internet e a um avançado sistema de navegação Garmin com informações de trânsito em tempo real através da Internet, e busca online de destinos com Street View e apresentação de mapas tridimensionais (3D).

As funcionalidades do sistema multimédia COMAND Online também foram alargadas: mapas com qualidade fotográfica, novas funcionalidades por Bluetooth, apresentação de imagens em formatos BMP, PNG e transferências em tempo real de dados de trânsito através do LIVE TRAFFIC.

Ou seja, uma panóplia que nos reteve dentro do carro, parados, durante várias horas.

Passado isto, lá arrancámos para umas boas dezenas de quilómetros em percursos variados, tendo a zona da Arrábida como destino. Aí, pudemos comprovar todas as virtudes do CLA 220 CDI, dotado de motor Diesel de 2.2 litros, com 170 cv e transmissão automática (7G-DCT).

Ágil, preciso, muito confortável e económico. Estes são apenas alguns dos atributos que fomentam o prazer de condução patente no CLA. Mas, se os primeiros são já habituais nos modelos da marca germânica, os consumos moderados que registámos (média na casa dos 6,3 l/100 km) saltam à vista, tendo em conta o desempenho desta motorização.

Nota positiva ainda para a caixa 7G-DCT, com comportamento irrepreensível, capaz de possibilitar uma condução suave ou desportiva, com opção selecionável num comutador próprio, dispondo ainda da opção manual, com comandos de patilhas no volante.

A única nota negativa vai para a altura reduzida nos lugares traseiros, embora esta seja uma característica da maioria dos modelos estilo coupé. Mesmo assim, num carro que não é propriamente um familiar, os lugares traseiros dispõem de espaço ‘q.b’.

A versão testada pelo JR era das mais bem equipadas, com extras no valor de 9500 euros, entre os quais: jantes AMG, faróis bi-xenon, tecto panorâmico e câmara traseira para estacionamento, entre outros gadgets e sistemas de ajuda à condução. Daí o preço final na casa dos 56 mil euros.