Meia Maratona de Lisboa já conta com mais de 33 mil inscritos e abre mais cinco mil vagas

Meia Maratona de Lisboa já conta com mais de 33 mil inscritos e abre mais cinco mil vagas
A um mês da realização da Meia Maratona de Lisboa já há mais de 33 mil inscritos na prova, um recorde que levou a organização a abrir mais cinco mil vagas.
“Quando ainda falta um mês para a prova, já há mais de 33 mil inscritos, não podemos aceitar mais do que cinco mil, porque logisticamente não há possibilidade”, disse Carlos Móia, durante a apresentação da prova que decorreu hoje em Lisboa.
De acordo com o responsável pela organização da corrida - uma das duas portuguesas (e 12 do mundo) que detém o Gold Road Race da Federação Internacional de Atletismo (IAAF) -, não será possível acolher mais participantes do que “quatro, cinco mil, uma vez que as ruas da cidade não aguentam”.
“A um mês da prova nunca aconteceu [isto], é um grande recorde, apesar dos dias difíceis que estamos a viver, houve uma grande, grande adesão à prova, talvez pelo passado que a prova tem”, frisou o responsável.
De entre os atletas portugueses presentes, e embora não tenha revelado muitos nomes, uma vez que só depois dos Nacionais de Corta Mato (10 de março em Torres Vedras), que seleciona para os Mundiais da mesma distância, também a 24 de maio, serão conhecidos, Móia anunciou a presença de Dulce Félix.
“Já temos a presença da melhor fundista portuguesa. A Dulce Félix já me garantiu que vai correr, e em masculinos espero que venha a estar também o melhor português, Rui Silva. Espero que estejam os melhores portugueses”, avançou Carlos Móia. 
De entre os nomes estrangeiros, destaque para a russa Gulnara Galkina, que foi campeã olímpica em Pequim2008 e campeã do mundo em Estugarda dos 3.000 metros obstáculos e atual detentora do recorde mundial.
“Sei que Galkina vai tentar bater o recorde mundial aqui em Lisboa e se o fizer irá receber um bónus de 50 mil euros para o atleta feminino ou masculino que estabelecer uma nova marca mundial”, adiantou Carlos Móia.
Entre as atletas femininas presentes na prova destaque também para Edna Kiplagat, campeã do mundo da maratona em 2011 e vencedora das maratonas de Nova Iorque e Los Angeles em 2010 e em masculinos do etíope Lelisa Desisa, vencedor da Maratona do Dubai, em 2011.
A prova tem partida para a elite – campeões do mundo, campeões olímpicos e alguns dos melhores portugueses – em Algés, para que não exista desnível entre a partida e chegada e assim o recorde possa ser homologado. 
A meia maratona da ponte 25 de Abril vai contar igualmente com a já tradicional prova em cadeira de rodas, na qual marcará presença o melhor atleta paralímpico de todos os tempos Heinz Frei.
Texto: Lusa
Foto: Pedro da Silva