Mazda 6 SW: ainda é uma das melhores carrinhas do segmento

Mazda 6 SW: ainda é uma das melhores carrinhas do segmento

O último ‘facelift’ operado no Mazda 6 manteve o que já era referência num modelo popularizado pela versão SW (carrinha). Às linhas apelativas que já apresentava juntaram-se pequenos pormenores estéticos, em especial nas ópticas dianteiras e traseiras. Porém, é ao nível dos sistemas de suspensão e direcção e, sobretudo, no motor que notamos as maiores virtudes da renovação efectuada há cerca de um ano e que mantém o Mazda 6 como um produto concorrencial face a propostas mais recentes.
Também com versões de 163 e 180 cv, o motor 2.2 MZR-CD de 129 cv é o que melhor responde às características do mercado nacional e tem toda a competência para o fazer. Gostámos particularmente da suavidade, da linearidade e do equilíbrio que transmite a esta carrinha, com uma resposta pronta a baixos regimes (binário máximo de 340 Nm/1800 rpm), graças a um turbocompressor compacto e à injecção multiponto. Está associado a uma caixa de seis velocidades igualmente merecedora de elogios. Para além disso, permite consumos simpáticos para um carro desta dimensão, na ordem dos 6,5 l/100 km.
E se a agilidade é uma das virtudes desta carrinha, o conforto e a estabilidade a bordo são outros dos itens a ter em conta. A suspensão de duplos braços horizontais na dianteira e de sistema ‘multi-link’ na traseira garantem excelente compromisso de conforto e estabilidade, com a direcção a revelar-se directa e precisa.
A habitabilidade é outro dos pontos fortes do Mazda 6, com espaço mais do que suficiente nos lugares traseiros e uma superbagageira de 519 litros. Aqui, merece destaque o sistema de rebatimento fácil dos bancos traseiros e a solução encontrada para a chapeleira, que abre em conjunto com o portão traseiro.
A qualidade de construção e os materiais utilizados no interior merecem nota positiva e só ao nível do equipamento (falamos da versão Confort) a concorrência parece levar a melhor. Mesmo assim, o Mazda 6 tem de série todos os elementos habituais num carro deste segmento, como AC automático bi-zona, ‘cruise control’, computador de bordo e jantes de liga leve de 17’’. O sistema ‘Hill Launch Assist’, que facilita o arranque em subidas, só está disponível a partir do nível Exclusive, tal como o controlo dinâmico de estabilidade (DSC) e o ‘Emergency Stop Signalling’ (ESS), que acende luzes de emergência em caso de travagem brusca.
Os preços iniciam-se nos 34 670 euros, para a versão Confort 2.2 de 129 cv, com o nível seguinte a custar 36 280 euros.
Paulo Parracho

Galeria de Fotos: Mazda 6 SW