Maria Capaz, 'uma plataforma de e para mulheres'

Maria Capaz, 'uma plataforma de e para mulheres'

"Maria Capaz é uma plataforma de ideias, um espaço  de afirmação da mulher portuguesa e de discussão da condição feminina a nível global, analisando a actualidade informativa e dando palco a todas as mulheres, conhecidas e anónimas que tenham trabalhos válidos e que pretendam dar-lhes visibilidade.

Uma plataforma on-line que vai receber ensaios fotográficos, ensaios literários, crónicas, textos livres, curtas, crítica cultural, debate, reportagem, grande entrevista, moda… as possibilidades são infinitas.

Maria Capaz assume-se como Feminista, tendo como objectivo contribuir para a igualdade de Direitos e Deveres entre homens e mulheres, juntando-se assim à revitalização desta causa de Direitos Humanos, que volta a ganhar força um pouco por todo o mundo, pela voz de mulheres com visibilidade pública, decididas a dar a cara por uma luta que é de todas as mulheres e de todos os homens que reconhecem a igualdade como fundamental na construção de um mundo mais justo e livre.

Maria Capaz pretende ser o contributo português para esta causa global, afirmando a mulher portuguesa no mundo, dando-lhe poder, incentivando o debate , a reflexão e a discussão e ao mesmo tempo inaugurando uma enorme e luminosa  sala de exposições do talento no feminino."

 

É desta forma que Rita Ferro Rodrigues e Iva Domingues (mentora do projecto), amigas de longa data, descrevem o seu novo projecto. Uma plataforma online que se traduz na mensagem deixada na apresentação da mesma, no passado dia 18 de Dezembro: "Todas temos Maria no nome. E todas temos Capaz na certidão de nascimento."

O site ( http://mariacapaz.pt) está online desde esta quinta-feira. Para começar, são 80 mulheres a colaborar. A demais virão ao poucos.

Catarina Furtado é a primeira entrevistada.

 

 

Fotografia: Mário Principe (Divulgação)