Marcas mundiais de surf concorrem para reabilitar edifício junto à praia de Carcavelos

Marcas mundiais de surf concorrem para reabilitar edifício junto à praia de Carcavelos
A Quiksilver e a Billabong, marcas mundialmente conhecidas na indústria do surf, apresentaram propostas para requalificação do edifício "Narciso", junto à praia de Carcavelos, em Cascais, através da construção de um complexo turístico.
 
A Quiksilver propõe investir cerca de quatro milhões de euros no projeto Cascais Surf Center, um complexo que inclui uma loja, um empreendimento turístico com 40 camas, um ginásio de fitness/yoga, um espaço de restauração e lazer, um museu do surf e um skate parque exterior e interior.
 
"Cascais é uma zona de excelência para o desenvolvimento do turismo e dos desportos de deslize e este é um dos projetos incluídos na sua estratégia global para o próximo ano, a par dos investimentos que estão a ser desenvolvidos noutras partes do mundo, como por exemplo Nova Iorque, Rio de Janeiro e Sidney, entre outros", refere a marca em comunicado.
Citado na nota, o diretor-geral da Quiksilver em Portugal, José Gregório, considera que o projeto apresentado pela marca é "pioneiro" e "terá um papel fundamental no desenvolvimento e na promoção de Cascais e de Portugal como destino turístico de eleição".
 
Quanto à Billabong, o projeto apresentado inclui também uma unidade hoteleira, uma loja, um museu, restaurante e outros serviços e "promete fazer reviver as antigas instalações do Narciso, com contornos mais tradicionais e que não mexe muito com a atual estrutura".
 
"O que distingue o nosso projeto é a linha arquitetónica, que foi muito mais pensada para estar em sintonia com a praia. O edifício é mais baixo para manter a vista para a praia e para o Forte de São Julião", sustentou o representante da Billabong em Portugal, Rodrigo Pimentão, em declarações à Lusa.
O investimento proposto neste projeto é de 2,5 milhões de euros.
 
A decisão da proposta vencedora será tomada por uma comissão independente que inclui surfistas locais e será conhecida a 31 de outubro, segundo a Câmara a Cascais.
 
O antigo edifício “Narciso” é hoje o Cascais Surf Center, que alberga a sede da Federação Portuguesa de Surf, a secção náutica do Centro Recreativo e Cultural Quinta dos Lombos, os escritórios da associação ambiental SOS - Salvem o Surf, a sede da Associação Portuguesa de Bodyboard e um espaço comercial ligado ao surf.