Maratona de Lisboa tem um dos trajetos mais bonitos do mundo

Maratona de Lisboa tem um dos trajetos mais bonitos do mundo
A organização da Maratona de Lisboa, marcada para 02 de outubro, considera que a prova tem um dos trajetos mais bonitos do mundo, elogiando a capacidade e vontade dos portugueses em receber os atletas estrangeiros.
 
"O trajeto não é o mais bonito do mundo, não quero exagerar, mas é, provavelmente, um dos mais bonitos do mundo. Um trajeto belíssimo, com história, e daqueles que sabem receber, que somos nós os portugueses", começou por dizer o responsável pela organização da maratona de Lisboa, Carlos Moia, na conferência de imprensa de apresentação.
 
O responsável máximo da maratona salientou ainda a presença "de cerca de 5.800 atletas, sendo que 4.300 serão estrangeiros, oriundos de 69 países".
 
Na quarta edição da Maratona de Lisboa, o queniano Samuel Kiplimo Kosgei, ex-recordista mundial dos 25 quilómetros, que estabeleceu o seu recorde pessoal (2:06:65 horas) este ano na maratona do Dubai, será um dos candidatos a vencer a prova lusa, bem como o compatriota Alfred Kering, segundo classificado na maratona de Rabat, com um tempo de 2:10:30.
 
Já o etíope Yacob Jarso, quarto classificado nos 3.000 metros obstáculos nos Jogos Olímpicos de Pequim 2008 e, o eritreu Yared Asmeron, que consegui o quarto posto na maratona dos Mundiais de 2007, serão outros dois atletas a lutar pela vitória em Lisboa, que tem o recorde estabelecido em 2:08:21.
 
Por outro lado, o presidente da câmara municipal de Oeiras, Paulo Vinhas, frisou a importância e a visibilidade que a prova oferece à cidade de Lisboa, sem esquecer o trabalho e a cooperação entre as entidades envolvidas.
 
"Sei perfeitamente aquilo que é a vontade, determinação partilha, envolvimento e proximidade para organizar estes eventos, que são de dimensão internacional. Esta prova dá a conhecer este trajeto e a cidade de Lisboa, que não se restringe à área territorial de Lisboa. Temos planeado, em conjunto, que juntos somos capazes de fazer mais e melhor", explicou.
 
A terminar, o vereador do Desporto da Câmara de Lisboa, Jorge Máximo, apelou "ao desafio", reiterando na "necessidade de mobilizar pessoas para as ruas para apoiar a corrida e os atletas".
 
A quarta edição da prova lusa, está marcada para 02 de outubro, com início em Cascais, às 08:30, e chegada ao Parque das Nações, em Lisboa.