Luís Filipe Vieira revela em Almada futuro do Benfica

Luís Filipe Vieira revela em Almada futuro do Benfica

O Benfica admite a possibilidade de perder competitividade a troco de manter as finanças do clube. A receita de Luís Filipe Vieira é vender e baixar a massa salarial. "Quem pensa que pode continuar a viver como até há alguns anos atrás está redondamente enganado. Quem persistir nesse erro vai acabar mal”, afirmava o presidente do Benfica durante um jantar em Almada.

Ao mesmo tempo que se interrogava como alguns clubes conseguem resistir sem transferir jogadores, Luís Filipe Vieira aponta o caminho de “vender, comprar menos e formar mais. Vender e baixar a massa salarial, mesmo que isso signifique sacrificar a nossa competitividade". Mas se é obrigatório manter a sustentabilidade do clube, é também obrigatório ganhar, e para isso o clube conta "com o talento, a entrega e o empenho dos que ficam e confiar na capacidade do treinador", Jorge Jesus.

Luís Filipe Vieira que esteve na inauguração da nova imagem da Casa do Benfica de Almada, nunca falou nas saídas de Javi Garcia, Witsel, Saviola e Djaló mas são nomes que não ficam à margem das contas do clube que quer continuar no caminho da "credibilidade e da responsabilidade".

"Num período de mudança e de incerteza, o pior que podemos fazer é fingir que nada se passa. Temos de aceitar que há limites e que ultrapassar esses limites significa comprometer o nosso futuro", acrescentava sem perder a oportunidade para lançar uma mensagem irónica aos clubes rivais. “Dou os parabéns aos que apresentam prejuízos milionários em anos consecutivos conseguem resistir a vender jogadores. Seguramente que devem ter encontrado uma fórmula mágica".

É que magia “é pura ilusão” e quando esses clubes “acordarem pode ser tarde demais”. Uma situação que garante aos benfiquistas que “nunca irá acontecer com o Benfica”.

Antes do jantar e da inauguração da nova imagem da Casa do Benfica em Almada, o presidente encarnado foi recebido nos Paços do Concelho pela presidente da Câmara de Almada onde ouviu Maria Emília de Sousa elogiar o trabalho do clube na promoção do desporto e trabalho com os jovens.

A edil lembrou ainda que no próximo dia 13 de Outubro será assinada a escritura pública de cedência de terreno para a futura Casa do Benfica na Charneca da Caparica.