Loures vai pedir a AICEP que tente evitar fecho da Triumph

Loures vai pedir a AICEP que tente evitar fecho da Triumph
O presidente da Câmara de Loures disse hoje que vai solicitar à Agência Para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) que intervenha no processo de deslocalização da empresa Triumph, tentando impedir o seu encerramento.
 
Em causa está a possibilidade de a empresa alemã de roupa interior encerrar a sua fábrica em Sacavém, concelho de Loures, onde trabalham 530 pessoas, caso o processo de venda não venha a ter sucesso.
 
"O município vai contactar a AICEP, que é a entidade adequada para tratar com esta empresa a nível internacional, no sentido de acompanhar o envolvimento desta entidade para que a empresa se mantenha connosco", afirmou à agência Lusa Bernardino Soares (CDU).
 
O autarca comunista referiu que a Câmara de Loures "tem feito tudo para impedir um possível encerramento da empresa", tendo já reunido com o ministro da Economia.
 
"Não desistiremos de lutar para que o Estado português e todas as entidades com responsabilidades nesta matéria intervenham junto da empresa no sentido dela manter a unidade a funcionar. Não há nenhuma razão para ela encerrar, insistiu"
 
Já na terça-feira, a Assembleia da República tinha anunciado que aprovou uma resolução que recomenda ao Governo que "recorra a todos os instrumentos ao seu alcance para impedir a deslocalização" da Triumph.