Loures organiza encontro com os melhores clarinetistas do mundo

Loures organiza encontro com os melhores clarinetistas do mundo
Alguns dos melhores clarinetistas do mundo vão estar reunidos no concelho de Loures entre sexta e segunda-feira para dar formação musical a jovens artistas e promover o instrumento clarinete, com a realização de quatro concertos.
 
O evento designado como “Meeting Internacional de Clarinete Marcos Romão dos Reis Júnior” vai reunir durante quatro dias os 13 dos melhores clarinetistas mundiais, sendo seis deles portugueses.
 
O encontro é promovido pela Câmara Municipal de Loures, em parceria com duas juntas de freguesia, e ambiciona tornar o município “a capital portuguesa do clarinete”, segundo disse hoje à agência Lusa o vice-presidente da autarquia, Paulo Piteira.
 
“É seguramente uma grande aposta. Temos uma enorme tradição no concelho deste instrumento, existindo não só artistas já consagrados como uma nova geração promissora. Acreditamos que podemos pôr Loures no mapa musical”, sublinhou o autarca.
 
Paulo Piteira referiu que, durante os quatro dias, irão ocorrer vários seminários, palestras e “workshops”, vocacionados, sobretudo, para músicos ou aprendizes, mas também concertos, destinados ao público em geral.
 
“Temos nas nossas bandas locais um conjunto de jovens talentosos que terão desta forma uma oportunidade única para contactar e aprender com os melhores executantes de clarinete”, apontou.
 
O autarca esclareceu que a componente formativa deste evento será paga pelos participantes, mas que os concertos terão entrada gratuita, estando previstos quatro espetáculos, em diferentes freguesias do concelho.
 
O primeiro concerto irá realizar-se na sexta-feira na Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Famões, pelas 21:30, estando a cargo da Orquestra de Clarinetes Príncipes das Astúrias.
 
O segundo concerto terá lugar no sábado, também às 21:30, na Sociedade Filarmónica União Pinheirense, em Loures, realizando-se o terceiro no dia seguinte na Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Zambujal.
 
O último concerto realiza-se na segunda-feira, novamente pelas 21:30, na Igreja Matriz de Loures.
 
Também em declarações à Lusa, o diretor pedagógico e artístico desde encontro, o maestro António Saiote, perspetivou uma “grande adesão” à iniciativa, destacando a visibilidade que dará ao concelho: “Loures só tem a ganhar quer no plano nacional quer no internacional. Poucas terras se podem orgulhar de ter tantos artistas”, sublinhou.
 
Natural do concelho de Loures, com uma carreira reconhecida a nível internacional, António Saiote, 55 anos, acredita que esta iniciativa poderá ainda “ajudar a descobrir ou a potenciar novos valores da música”.
 
Sergey Eletskiy, Harri Maki, Julia Heinen e Juan Ferrer serão alguns dos clarinetistas presentes neste encontro.