Loja solidária para partilha de bens abre em Cascais

Loja solidária para partilha de bens abre em Cascais

Trapos e tralhinhas é o nome da loja solidária que entrou em funcionamento na freguesia de Cascais, um espaço onde são depositados bens necessários às famílias mais carenciadas.
Vestuário, calçado e produtos de primeira necessidade para bebés são alguns dos bens que estarão à disposição dos que mais precisam, disse hoje à agência Lusa o presidente da Junta de Freguesia de Cascais, Pedro Morais Soares.
"Queremos que este seja um espaço complementar aos serviços sociais que já existem na freguesia, porque, sobretudo com a crise que o país vive, há sempre pessoas a precisar deste tipo de apoios", disse.
Segundo o autarca, alguns produtos serão gratuitos e outros vendidos, mas a preços muito baixos.
"Tudo o que é gratuito muitas vezes é desvalorizado e as pessoas tendem a sentir-me melhor, mais dignas, se puderem pagar, o mínimo que seja, por aquilo que adquirem. Fá-las sentir melhor", sustentou Pedro Morais Soares.
Todo o dinheiro que for angariado com a venda dos produtos, sublinhou o presidente da junta de Cascais (distrito de Lisboa), será para se investir em bolsas sociais de outros programas de apoio desenvolvidos na freguesia.
Sem precisar quantas pessoas vão beneficiar deste novo serviço, Pedro Morais Soares adiantou que já há um "número considerável" de pessoas sinalizadas pela junta de freguesia.
Localizada na Pampilheira, a loja social Trapos e Trapinhos será inaugurada às 17:00.
A coordenação e dinamização serão da responsabilidade da junta, apoiada por 20 voluntários.