Livro de contos vai ser criado na Avenida da Liberdade

Livro de contos vai ser criado na Avenida da Liberdade
No Dia Mundial do Livro, que se assinala nesta quinta-feira, será criada, em plena Avenida da Liberdade, em Lisboa, a obra "Um Livro num Dia", do qual farão parte 50 contos, numa iniciativa aberta a todos.
 
"No âmbito do Dia Mundial do Livro, que se celebra na quinta-feira, a freguesia de Santo António e a Chiado Editora desafiam os portugueses que passarem na Avenida da Liberdade a entregarem os seus contos originais num escritório móvel que estará em funcionamento junto ao Monumento aos Mortos da Grande Guerra", refere um comunicado da organização.
 
Os trabalhos, com um limite de dois mil carateres, poderão ser entregues, preferencialmente em formato digital, entre as 09:00 e 12:00 e serão analisados e escolhidos ali mesmo por editores.
 
"Os autores cujos contos não forem aprovados serão encaminhados para uma reunião posterior, durante a qual serão explicados os motivos de recusa e sugeridas estratégias de melhoria", lê-se na nota.
 
Além disso, a partir das 09:00, qualquer pessoa poderá acompanhar as várias fases de construção do livro, que segue às 13:00 para uma gráfica, desde a revisão, a paginação e o design da capa.
 
Às 18:00 serão distribuídos no local, gratuitamente, mil exemplares de "Um Livro num Dia".
 
O livro ficará depois disponível para compra no 'site' da Chiado Editora e, no dia seguinte, "entrará no circuito comercial, podendo ser adquirido junto das maiores lojas".
 
Além da criação de "Um Livro num Dia", no mesmo local, durante a tarde, irão realizar-se "atividades literárias", entre elas o ateliê "O que te quero dizer", orientado por André Pereira e em que a participação é gratuita.