Linha SOS-Voz Amiga precisa de voluntários para responder aos efeitos da crise

Linha SOS-Voz Amiga precisa de voluntários para responder aos efeitos da crise

A Linha telefónica de emergência SOS-Voz Amiga necessita urgentemente de voluntários para alargar as horas de funcionamento, tendo em conta o aumento do número de chamadas devido a problemas relacionados com a crise.

Quando se assinala o Dia Mundial da Prevenção do Suicídio, que se comemora nesta segunda-feira, os coordenadores do centro SOS - Voz Amiga lançam um apelo à sociedade civil, pedindo voluntários para aumentar a capacidade de um serviço que em 2011 atendeu cerca de 5.300 chamadas e este ano, até Agosto, mais de duas mil.

Uma das voluntárias da linha disse à agência Lusa que “há toda uma urgência” em angariar mais voluntários.

Actualmente com 20 voluntários, este serviço, que ajuda a prevenir o suicídio, funciona diariamente entre as 16:00 e as 24:00, mas o “grande objectivo” é que passe a funcionar 24 horas por dia.

A mesma voluntária adiantou que o número de pessoas a ligar para a linha tem vindo a aumentar, atribuindo o acréscimo dos pedidos de apoio com a actual situação social que o país vive. Desemprego, fome, violência doméstica e solidão são alguns dos problemas mais frequentes relatados ao telefone.

“Alguns estão no fim da linha, têm uma grande instabilidade. O desemprego, o não ter dinheiro e o estar em condições de isolamento a partir destas questões acentuou-se imenso”, sobretudo a partir de 2011, sublinhou.

Adiantou que desde o ano passado aumentou também o número de jovens a ligar para a linha.

Os voluntários do SOS – Voz Amiga, que completa em Outubro 34 anos de existência, atendem chamadas telefónicas de todo o país e, sob o anonimato, procuram diariamente prevenir o suicídio.

Para ser voluntário é necessário ser maior de idade, morar na área metropolitana de Lisboa e, entre os requisitos, é essencial que saiba escutar com atenção, compreensão e respeito.

Os voluntários passam ainda por uma formação composta por três fases e com a duração de cerca de dois meses.

O SOS – Voz Amiga assinala também o Dia Mundial da Prevenção do Suicídio com uma jornada de atendimento contínua durante 48 horas, que começa às 00:00 de domingo e termina às 24:00 de segunda-feira, pretendendo o serviço assegurar o dobro das horas diárias de atendimento.