Linha do Idoso recebe cada vez mais pedidos de ajuda

Linha do Idoso recebe cada vez mais pedidos de ajuda

A Linha do Idoso, da Provedoria de Justiça, recebeu, até ao final do mês de Setembro, mais de 2.200 chamadas, a uma média de 252 por mês, registando-se um aumento de contactos por situações de maus tratos na família.

Dados da Provedoria de Justiça dão conta de 2.273 contactos para a Linha do Idoso, havendo uma previsão de 3.029 chamadas até ao final do ano, caso se mantenha a média de cerca de 252 contactos feitos por mês.

Caso esse número se venha a verificar, irá representar um aumento de quase 13 por cento, já que 2011 terminou com um total de 2.685 chamadas feitas para a linha.

No que diz respeito aos motivos do contacto, a Provedoria de Justiça regista um aumento do número de telefonemas por causa de maus tratos no seio da família, que, nestes nove meses do ano, deram origem a 129 contactos.

Durante todo o ano passado, registaram-se 132 contactos por causa de maus tratos na família, havendo, por outro lado, uma descida nos contactos motivados por maus tratos em instituições - em 2011 houve 24 chamadas por esse motivo, registando-se este ano, para já, apenas nove.

O motivo que mais originou contactos para a Linha do Idoso teve a ver com saúde (181), nomeadamente com questões sobre o transporte de doentes.

Logo de seguida registaram-se 131 contactos sobre apoio domiciliário, 129 por maus tratos na família, 58 por causa das taxas moderadoras, 56 por negligência de cuidados, relativos a pessoas que estão sozinhas em casa, e 48 quiseram tirar dúvidas sobre pensões, destacando-se questões relacionadas com cortes nos subsídios.

Houve ainda 45 contactos por causa de questões relacionadas com habitação, que poderão ter que ver com as recentes alterações à Lei do Arrendamento, 34 por questões de carência económica, nove por causa de maus tratos em instituições e seis por causa da Televisão Digital Terrestre (TDT).

No ano passado, os temas relacionados com a saúde (264) foram os que mais motivaram contactos para a Linha do Idoso,  seguidos de apoio domiciliário (203), informação jurídica (178) e maus tratos (156).

A Linha do Cidadão Idoso funciona desde 15 de Julho de 1999, ano que a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas decidiu proclamar como o Ano Internacional das Pessoas Idosas.