Ligação de Cascais ao mar evocada em obra de arte feita com técnica inédita

Ligação de Cascais ao mar evocada em obra de arte feita com técnica inédita
Os artistas urbanos Alexandre Farto, conhecido por Vhils, e Pedro Pires doaram a Cascais a estátua de um pescador, criada a partir de uma nova técnica, explosão vertical, numa obra que pretende ficar na memória da vila.
   
'Terra Mar' é o nome da obra que, a partir de hoje, pode ser vista à porta do Centro Cultural de Cascais e que está assinada por Alexandre Farto e Pedro Pires, dois artistas urbanos que se inspiraram numa fotografia antiga, retirada do Arquivo Histórico Municipal, de um pescador a fumar um cachimbo.
 
"A nossa preocupação foi encontrar um símbolo de Cascais que pudesse ser a imagem da vila e que perdurasse na memória", disse Pedro Pires, na apresentação da obra.
 
Pesa cinco toneladas, é uma placa em ferro e foi feita a partir de uma técnica inédita, a explosão vertical.
 
"Escavámos a terra, colocámos a placa de ferro no chão com algumas falhas, as visíveis, e depois com pequenos explosivos a terra saltou e criou esta imagem", contou Alexandre Farto.
 
De acordo com o artista, a obra demorou cerca de três meses, "mais do que é normal por ser uma técnica inédita".
 
Com vários projetos já em cima da mesa, Vhils assumiu contudo que tem de "parar um bocado para descansar" para regressar e por mãos às obras de arte.
 
Para o vice-presidente da Câmara de Cascais, Miguel Pinto Luz, a nova estátua, agora incluída no Bairro dos Museus, é recebida com "enorme satisfação", por ser da autoria de artistas urbanos de referência internacional.
 
"Ter uma peça do Vhils, que é o artista contemporâneo urbano mais conhecido no mundo, faz todo o sentido e esta estátua vai ao encontro da identidade de Cascais e até por isso tem enorme importância, pela ligação à nossa terra", sustentou.
 
Miguel Pinto Luz sublinhou ainda que o Bairro dos Museus pretende ser muito mais aberto ao exterior.
 
"Não queremos que seja associado ao espaço interior dos museus. Queremos que seja aberto ao exterior e essa vai continuar a ser a nossa aposta", concluiu.