Ligação Queluz-Amadora fechada ao trânsito

Ligação Queluz-Amadora fechada ao trânsito

A circulação rodoviária na ponte do século XVI que liga Queluz à Amadora vai estar encerrada durante três meses para obras de recuperação, disse à agência Lusa o presidente da Junta de Freguesia de Queluz.
Os Bombeiros de Queluz encerraram no sábado, "por prevenção", a circulação rodoviária numa ponte do século XVI, devido a um "buraco na estrutura", numa das faixas de rodagem. A ponte está situada junto à entrada de Queluz, na fronteira com a freguesia da Venteira, Amadora, junto ao antigo Lido.
As protecções civis de Sintra e Amadora estiveram, durante a tarde de sábado, a inspeccionar a ponte e, segundo o presidente da Junta de Queluz, a circulação rodoviária vai estar encerrada durante três meses para que as autarquias da Amadora e Sintra possam avançar com obras de recuperação.
Para esta segunda-feira, estava agendada uma reunião entre as câmaras de Sintra e da Amadora e a Estradas de Portugal "para que se chegue a um acordo sobre os pagamentos da intervenção", disse António Barbosa de Oliveira. O autarca adiantou que o encerramento da circulação rodoviária nesta ponte vai prejudicar milhares de condutores que utilizam aquela zona para aceder ao IC19, uma vez que se trata de um dos dois acessos da cidade a esta via rodoviária.
"Se a ponte se mantiver fechada, os moradores daquela zona têm como alternativa ir por Carenque e entupir o centro da Amadora para chegar ao IC19. Só há duas saídas de Queluz em direcção ao IC19 e esta é uma delas", disse o autarca à Lusa.
António Barbosa de Oliveira adiantou que esta é uma ponte "muito antiga", cujos problemas podem estar relacionados com "as cargas de alcatrão" que têm sido colocadas ao longo dos anos. "A ponte tem tido muito peso em cima, com o alcatrão que lá têm metido e por passarem ali muitos camiões", acrescentou.