Jovens internados no hospital Amadora-Sintra foram baleados pela polícia

Jovens internados no hospital Amadora-Sintra foram baleados pela polícia

Os três jovens internados no hospital Amadora-Sintra com ferimentos de balas foram atingidos por disparos da polícia, que respondia a tentativas de agressão, disse hoje à Lusa fonte da PSP.
Os jovens, com idades entre os 15 e os 16 anos, deram entrada no Hospital Amadora-Sintra na última madrugada com ferimentos nas pernas e deverão ter alta ainda hoje.
De acordo com fonte da PSP, por volta das 00:30 a polícia da Esquadra de Queijas, da Divisão de Oeiras, recebeu uma denúncia sobre uma desordem que estava a decorrer num café em Queluz de Baixo, onde estariam elementos na posse de armas de fogo.
Quando a polícia chegou ao local, um grupo de sete jovens fugiu em direção a Queluz, no concelho de Sintra, tendo-se escondido numa zona de mato perto do Palácio Nacional.
"Os elementos policiais foram atrás do grupo e alguns dos jovens tentaram agredir os polícias. A polícia disparou e atingiu três deles", adiantou a fonte.
Além dos três jovens que foram atingidos com balas nas pernas, outros dois foram detidos. Desconhece-se se a polícia encontrou armas na posse dos jovens.
De acordo com fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Lisboa, os jovens foram baleados junto à rotunda da GNR, em Queluz, no concelho de Sintra.
O alerta foi dado pelas 00:42 de hoje e no local estiveram sete veículos, cinco bombeiros e elementos PSP, que tomaram conta da ocorrência, adiantou a mesma fonte.
O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP remeteu esclarecimentos para um comunicado a divulgar no dia de hoje.