João Pedro Cardoso dá nome a Borboletário em Cascais

João Pedro Cardoso dá nome a Borboletário em Cascais
O borboletário do Parque Urbano da Quinta de Rana, em S. Domingos de Rana, vai chamar-se Borboletário João Pedro Cardoso a partir de 6 de novembro, dia em que se realiza, às 12h00, uma homenagem a este cascalense apaixonado pelo estudo dos Lepidópteros.
 
Desde 1975 que João Pedro Cardoso se dedica ao estudo da fauna dos Lepidópteros. Mais de 30 anos de trabalho de campo deram origem a uma vasta coleção e a várias exposições de carácter educativo em escolas, câmaras municipais, centros culturais e parques naturais.
 
Além de autor de diversas publicações, João Pedro Cardoso deu um importante contributo no estudo da Entomofauna  de Cascais, Sintra e Vale do Sado, sendo considerado um dos mais reconhecidos especialistas das várias espécies de borboletas que existem em Portugal.    
 
O borboletário da Quinta de Rana é um espaço dedicado à criação de borboletas, onde é possível observar as diferentes fases do seu ciclo de vida: ovos, lagartas, crisálidas e borboletas. Tem uma estrutura única e remete visualmente para a imagem de um casulo em fase de metamorfose. No seu interior encontra-se um jardim com espécies da flora local, onde é possível observar borboletas a voar livremente. O espaço integra ainda um laboratório acessível ao público, cuja função é a criação dos ovos, das lagartas e das crisálidas. No Borboletário os visitantes podem conhecer as espécies de borboletas que existem na região de Cascais. É também um espaço onde se ensina a biologia deste grupo de insetos e a sua ligação com as plantas, proporcionando aos visitantes uma experiência de observação e aprendizagem que contribui para o despertar e interesse da Conservação da Natureza e Biodiversidade.