João Cordeiro constituído arguido por alegadas calúnias contra a Câmara de Cascais

João Cordeiro constituído arguido por alegadas calúnias contra a Câmara de Cascais

O vereador do PS na Câmara de Cascais João Cordeiro foi constituído arguido na sequência de uma queixa-crime apresentada pela autarquia em 2013, por colocar publicidade em jornais diários com alegadas "mentiras e calúnias".

Contactado pela agência Lusa, o ex-candidato e antigo presidente da Associação Nacional de Farmácias (ANF) confirmou hoje ter sido constituído arguido, "há um mês e meio", e escusou-se a fazer comentários, dizendo apenas "estar tranquilo".

A queixa-crime, subscrita pelo vereador socialista da Câmara de Cascais Alexandre Faria, foi apresentada a 11 de julho de 2013, por causa de "propaganda política paga" por João Cordeiro em jornais diários com alegadas "mentiras e calúnias" sobre a autarquia, presidida por uma maioria PSD/CDS-PP.