Jardim Botânico do Palácio de Queluz reabre após reabilitação

Jardim Botânico do Palácio de Queluz reabre após reabilitação
O Jardim Botânico do Palácio Nacional de Queluz, em Sintra, vai ser inaugurado na próxima segunda-feira, após uma obra de reabilitação orçada em 815 mil euros. A Parques de Sintra - Monte da Lua indica que o espaço sofreu obras de reabilitação integradas no projeto de recuperação quer dos Jardins quer do Palácio Nacional, que permitiram "restituir o traçado da cartografia de 1865" e que o investimento feito rondou os 815 mil euros.
 
Os trabalhos de recuperação incidiram sobretudo na reposição de quatro estufas "de acordo com a interpretação dos desenhos históricos, dos resultados das sondagens arqueológicas realizadas no local e dos regulamentos atualmente em vigor", pode ler-se no comunicado emitido.
 
A intervenção serviu ainda para restaurar elementos como as balaustradas que delimitam o Jardim e ainda pormenores que o definem como os bancos, os "painéis azulejares, as cantarias do lago central e a estatuária, com vista à restituição do desenho oitocentista", afirma a empresa.
 
Também funções mais práticas foram trabalhadas, como é o caso do "abastecimento de água, drenagem, energia e comunicações, que dão resposta às necessidades funcionais das estufas e jardins".
 
O Jardim Botânico do Palácio Nacional de Queluz foi construído entre 1769 e 1780, do período barroco-rococó, e ao longo dos anos sofreu sucessivos desgastes devido às questões naturais e ao seu abandono, tendo vindo a perder "a sua função original", que a partir de 2012 tentou ser reposta pela Parques de Sintra.
 
A inauguração do espaço está agendada para as 16:00 da próxima segunda-feira e conta com a presença da secretária de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza, Célia Ramos.