Já começou o Festival de Almada

Já começou o Festival de Almada

Com um elenco de luxo, onde encontramos nomes tão conhecidos como Albano Jerónimo e João Reis entre outros, a Companhia de Teatro de Almada apresenta “O Mercador de Veneza”, numa encenação de Ricardo Pais a partir do grande dramaturgo inglês William Shakespeare. A peça, publicada em 1600, foi representada pela primeira vez em 1605 e entrecruza duas intrigas: a que decorre na Veneza sombria e mercantil, e a que tem por cenário a beleza de uma Belmonte supostamente virtuosa. Oportuna reflexão sobre o poder, a finança e a exclusão, este “Mercador” labora sobre a ambivalência e a consanguinidade irresolvida e conflitual entre judeu e cristão. Ricardo Pais já estreou este trabalho, no Teatro Nacional São João, no Porto, em 2008, tendo chegado agora a vez, de adaptar o trabalho para o Festival de Almada, sempre dado a ultrapassar fronteiras concelhias.

Do outro lado do Tejo, o Teatro da Cornucópia mostra, esta quinta, sexta, sábado e domingo “O Sonho da Razão”, uma colagem de textos de Diderot, Voltaire, Marquês de Sade e Voisenon, numa adaptação e encenação de Luís Miguel Cintra. Ao mesmo tempo, os Artistas Unidos apresentam até dia 14, “Herodíades”, uma encenação de Jorge Silva Melo, a partir de Giovanni Testori.

Programação completa em www.cm-almada.pt.