Iluminações de Natal de Lisboa ligadas com orçamento duas vezes superior ao do ano passado

Iluminações de Natal de Lisboa ligadas com orçamento duas vezes superior ao do ano passado
O presidente da Câmara Municipal de Lisboa ligou, no sábado, as iluminações de Natal da capital, a partir do Terreiro do Paço, que constituem um investimento de 700 mil euros, o dobro do orçamento do ano passado.
 
Acompanhado pela presidente da União de Associações de Comércio e Serviços (UACS), Carla Salsinha, Fernando Medina ligou os dois milhões de lâmpadas que estão distribuídas pela cidade, a partir do interior da árvore de Natal gigante localizada no Terreiro do Paço.
 
Às 18:04 "fez-se luz" por toda a cidade, e no Terreiro do Paço ouviram-se cânticos natalícios pelas vozes dos coros do Tribunal de Contas e do Ministério da Educação.
 
Os dois milhões de lâmpadas estão distribuídas por mais de 30 arruamentos da capital, e ficarão ligadas até ao Dia de Reis, 06 de janeiro.
 
A árvore de Natal localizada no Terreiro do Paço, e decorada em tons de branco, vermelho e verde, tem o tamanho de um prédio de 10 andares, anunciou a Câmara, acrescentando que o total das iluminações perfaz "mais de 164 quilómetros de cordão de luz".
 
Aos jornalistas, Fernando Medina apontou que Lisboa não deixa de assinalar esta época festiva "tão importante para o comércio local, para as atividades ao ar livre e de espaço público".
 
"Marcamos hoje o início desta época de Natal, e que seja uma época de grandes felicidades e de partilha para todos", desejou o chefe do executivo municipal de maioria socialista.
 
Quanto ao investimento, Medina afirmou que "ronda cerca de 700 mil euros", que será repartido entre a Câmara Municipal, a Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural (EGEAC) e a UACS.
 
Este valor constitui o dobro do que foi investido no ano passado - cerca de 320 mil euros - numa instalação composta pelo mesmo número de lâmpadas.
 
"Fizemos este ano uma opção de ter um investimento maior, iluminarmos mais ruas de forma mais significativa, como forma também de apoio ao comércio local, de forma de apoio às atividades económicas, trazendo mais animação às ruas, tornando-as mais atrativas, convidando mais pessoas a virem visitar", advogou Fernando Medina quando questionado sobre o aumento.
 
No final da cerimónia, os presidentes da Câmara e da UACS, acompanhados por alguns vereadores e presidentes de Juntas de Freguesia, percorreram algumas ruas da Baixa da cidade para ver as iluminações.