Hospital de Cascais classificado entre os melhores do país

Hospital de Cascais classificado entre os melhores do país
O Hospital de Cascais, o de Braga, os centros hospitalares de Póvoa de Varzim/Vila do Conde, do Porto, e a Unidade Local de Saúde de Matosinhos apresentaram os melhores resultados clínicos em 2015, segundo um "ranking" elaborado por uma multinacional.
   
O "TOP 5 - A excelência dos hospitais portugueses" é um "ranking" da responsabilidade da IASIST, uma multinacional de origem espanhola, que pretende "premiar os hospitais públicos do Serviço Nacional de Saúde (SNS) que apresentaram os melhores resultados clínicos ao longo do ano".
 
O Hospital de Cascais foi considerado o hospital português com o melhor desempenho global, do Serviço Nacional de Saúde, na categoria de hospitais de média dimensão – grupo C. O “TOP 5’16 – A Excelência dos Hospitais” foi apresentado nesta terça-feira numa cerimónia que contou com a presença do Ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes.
 
Na avaliação foram tidos em conta vários indicadores: qualidade (readmissões de doentes, complicações e mortalidade), adequação (cirurgias realizadas em ambulatório em comparação com cirurgias que podiam ter sido realizadas sem internamento) e eficiência (tempo médio de internamento dos doentes, número de doentes por médico/enfermeiro e custos por doente tratado).
 
“Integrar o TOP5 dos hospitais com melhor desempenho a nível nacional é mais um reconhecimento da excelência clínica praticada no Hospital de Cascais. Trabalhamos diariamente com profissionais de saúde exigentes e empenhados em levar os melhores cuidados de saúde às populações de Cascais e Sintra, e este prémio é o reflexo de toda a nossa dedicação”, revela Vasco Antunes Pereira, presidente do Conselho de Administração do Hospital de Cascais.
 
Esta é a terceira vez que o Hospital de Cascais é distinguido em 2016, tendo vencido o prémio “Best Provider Implementation Case”, atribuído pela GS1 Healthcare, e a certificação HIMSS nível 6.
 
O “Best Provider Implementation Case” premeia o modelo tecnológico implementado no Hospital de Cascais, baseado na leitura de um código de barras que assegura a monitorização permanente do processo de administração do medicamento. Este modelo garante os “Cinco Certos da Administração Terapêutica”: Doente Certo, com o Medicamento Certo, na Dose Certa, à Hora Certa e pela Via de Administração Certa.
 
O Hospital foi ainda certificado como o único do país com o nível 6 do HIMSS -  Electronic Medical Record Adoption Model (EMRAM), do HIMSS Analytics. Para esta certificação foram avaliados os sistemas e tecnologias de informação na área hospitalar em benefício do doente. Nesta distinção, o hospital obteve o nível 6 (numa escala até 7), e passou agora a integrar uma elite hospitalar a nível europeu, da qual apenas 2,5% das unidades hospitalares europeias fazem parte.