Hospital Amadora-Sintra será autorizado a fazer contratações necessárias, garante ministro

Hospital Amadora-Sintra será autorizado a fazer contratações necessárias, garante ministro
O ministro da Saúde garantiu hoje que o hospital Amadora-Sintra será autorizado a fazer as contratações externas que forem necessárias, reagindo assim ao pedido de demissão da direção clínica que considerou como uma chamada de atenção.
 
“Daremos autorização para todas as contratações de que o hospital necessite e sejam adequadas”, afirmou Adalberto Campos Fernandes hoje no parlamento, depois de ser questionado pelo PCP sobre a situação no Hospital Fernando Fonseca.
 
A direção clínica e diretores de serviço do Hospital Fernando Fonseca decidiram na semana passada que iam demitir-se. Desconforto crescente em torno das dificuldades para contratação de pessoal, que pode ser agravado com a imposição de reduzir em 35% os gastos com médicos tarefeiros, esteve na origem da decisão.
 
Hoje o ministro disse que aqueles profissionais puseram o lugar à disposição mas que se mantêm em funções.
 
“Foi uma chamada de atenção que será apoiada. Não vemos nenhum mal nessa tomada de posição”, disse Campos Fernandes.