“Horizontes Revisitados” em Oeiras

“Horizontes Revisitados” em Oeiras

“Horizontes Revisitados: Coleção Neves e Sousa” é o título da exposição patente até ao dia 22, na Livraria-Galeria Municipal Verney, em Oeiras, informou a autarquia.

“’Horizontes Revisitados’ é uma apresentação de um conjunto de aguarelas que espelham e nos transportam para os magníficos locais de Benguela e do Egito Praia [no sul de Angola], em 1957/58”, afirma a Câmara de Oeiras em comunicado.

A coleção do pintor foi doada, em novembro de 2008, pela sua viúva, à autarquia de Oeiras, segundo a qual já realizou treze exposições, “procurando distinguir e dar visibilidade à obra pictórica de Neves e Sousa como o pintor das terras e gentes de África e do Brasil”.

Segundo a mesma fonte são “incontornáveis os seus óleos com Retratos de Mulheres, as suas Aguarelas, e as célebres Queimadas”.

Albano Silvino Gama de Carvalho das Neves e Sousa nasceu em 1921, em Matosinhos, e morreu em 1995, em Salvador, no Brasil. Radicou-se com a família, ainda em criança, em Angola, fez o curso da Escola Superior de Belas Artes do Porto.

“Viveu, maioritariamente, em Angola, onde se dedicou à pintura, tendo, também, percorrido Moçambique, Guiné, Cabo Verde e S. Tomé e Príncipe. Em 1975, radicou-se no Brasil, onde, com o auxílio de sua mulher, Luísa Barata Feyo, reconstituiu a sua carreira artística”, segundo a mesma fonte.