Hélder Rodrigues termina Dakar no 5.º lugar, Nani Roma e Marc Coma foram os melhores

Hélder Rodrigues termina Dakar no 5.º lugar, Nani Roma e Marc Coma foram os melhores

Hélder Rodrigues terminou pela sexta vez o rali Dakar no top-5, num dia em que a Espanha festejou duplamente em Valparaíso, com as vitórias de Marc Coma, nas motos, e Joan Roma, nos automóveis.

O piloto luso da Honda não repetiu os terceiros lugares das participações de 2011 e 2012, mas, ao ser quinto no final do Dakar2014, alargou para seis o seu recorde de finalizações em top-5, e passou para seis vezes o total de edições em que chegou nos dez primeiros.

Chegou a acalentar a esperança de subir até terceiro, na segunda metade da competição, mas acabou por não conseguir recuperar tempo suficiente, ao mesmo tempo que era passado por um fulgurante Cyril Despres, o francês da Yamaha que hoje só não selou com nova vitória uma magnífica prestação, após o "desastre" que foi a quinta etapa (quando caiu para 33.º), porque foi penalizado com cinco minutos.

O espanhol Nani Roma (Mini) venceu a 36.ª edição do Rali Dakar na categoria de carros, 10 anos depois da sua única vitória nesta prova de todo-o-terreno, alcançada em motas.

Na 13.ª etapa, entre La Serena e Valparaíso, com 157 quilómetros cronometrados no Chile, Nani Roma anulou os 26 segundos de atraso em relação ao francês Stéphane Peterhansel, seu companheiro de equipa e detentor de um recorde de 11 vitórias no Dakar, das quais seis em motas. O catari Nasser Al-Attiyah, também em Mini, fechou o pódio.

A etapa foi ganha pelo sul-africano Giniel de Villiers (Toyota), em 1:57.07 horas, à frente de mais dois pilotos da "armada" Mini, o polaco Krzysztof Holowxzy e o russo Vladimir Vasilyev. Nani Roma foi quarto, a 1.40 minutos, e Peterhansel foi 13.º, a 7.44.

O espanhol Marc Coma (KTM) venceu pela quarta vez na categoria de motos, após a realização da 13.ª e última etapa da 36.ª edição da prova de todo-o-terreno.

A etapa entre La Serena e Valparaíso, no Chile, foi ganha pelo francês Cyril Després (Yamaha), que completou os 157 quilómetros cronometrados em 1:57.14 horas, à frente do espanhol Joan Barreda (Honda) e do francês Olivier Pain (Yamaha), enquanto o português Hélder Rodrigues (Honda) foi quarto, a 3.53 minutos.

Coma, vencedor em 2006, 2009 e 2011, concluiu na 18.ª posição, confirmando o triunfo numa prova que dominou praticamente do princípio ao fim. Na geral, relegou o compatriota Jordi Viladomns (KTM) e Pain para os seguintes lugares do pódio, ao passo que Hélder Rodrigues foi o quinto, atrás do francês Cyril Despres (Yamaha), vencedor do ano passado.