Guia semanal de viagens da Associated Press destaca Cascais e Lisboa

Guia semanal de viagens da Associated Press destaca Cascais e Lisboa

Belém, Alfama, Chiado, Baixa, em Lisboa, e o museu de Paula Rego, em Cascais, são as cinco atrações turísticas que a agência internacional Associated Press apresenta no seu guia semanal de destinos grátis hoje publicado.

Apesar de referir que Lisboa não é um destino que surja de imediato na cabeça de quem vai viajar, a Associated Press (AP) refere hoje que a capital portuguesa tem um “charme particular” que atrai “cada vez mais visitantes”.
“A cidade portuária mais a sudeste da Europa não tem a variedade de Paris ou de Londres”, mas tem uma boa oferta para caminhantes, um estilo de vida pacífico, pouco crime e muita história, garante a AP.
A agência destaca ainda a “famosa hospitalidade portuguesa” e o “excecional peixe e marisco nos restaurantes”.
Em Belém, a AP destaca o mosteiro dos Jerónimos, os jardins e os mapas das viagens marítimas no passeio marítimo.
“Os portugueses gostam de pensar [em Belém] como o ponto inicial [ground zero] da globalização”, diz a agência, lembrando que o monumento das Descobertas apresenta heróis nacionais como Vasco da Gama.
O guia refere ainda os “famosos e irresistíveis pastéis de Belém”, a ponte 25 de Abril, que diz ser muito semelhante à de S. Francisco, nos Estados Unidos, e a “gigantesca estátua de Cristo que olha toda a cidade a partir da margem sul”.
De Alfama, a AP elogia as suas ruas típicas “que sobem em direção ao castelo, onde os arqueólogos encontraram vestígios de ocupação no século VII A.C.”
A baixa lisboeta é outro dos destinos grátis que a AP aconselha a visitar, referindo ter sido reconstruída depois do terramoto de 1755 num “raro padrão geométrico”.
Nesta zona, o guia aconselha os turistas a visitar as lojas antigas e a contemplar os passeios de calçada decorados a preto e branco, que também podem ser vistos em locais onde os portugueses estiveram muito tempo, como o Brasil ou Macau. 
No Chiado, descrito como um bairro da ‘Belle Époque’ do século XIX, “quando escritores e artistas se reuniam nos cafés”, o destaque é dado ao café Brasileira, com a estátua do poeta Fernando Pessoa, sendo ainda referida a reconstrução de vários edifícios feita pelo arquiteto internacional Siza Vieira, depois de um incêndio que destruiu parte daquela zona em 1988.
Por último, o guia da AP elogia Paula Rego, descrita como uma das mais famosas artistas modernas, e recomenda uma visita ao museu com o seu nome, em Cascais.