Grupo 12 de Sassoeiros homenageia fundador em festa de aniversário

Grupo 12 de Sassoeiros homenageia fundador em festa de aniversário

Escoteiros evocam a memória de António Viegas Custódio.
Num trajecto de crescimento acentuado desde há cerca de dois anos, em que praticamente triplicou o número de efectivos, o Grupo 12 de Sassoeiros da Associação de Escoteiros de Portugal (AEP), fez uma festa, no passado sábado, que foi um animado e emocionante ‘2 em 1’: comemoraram-se os 54 anos do agrupamento e foi homenageado António Viegas Custódio, o Chefe Custódio, fundador do colectivo e que atingiria o centenário este ano caso fosse vivo (faleceu em 1992).
Mais de duas centenas de pessoas juntaram-se para o evento, entre elas o presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras, que recordou a sua experiência enquanto membro do CNE (Corpo Nacional de Escutas – escutismo católico), no Agrupamento 113 de S. Domingos de Rana, tendo enaltecido o valor deste tipo de movimentos na formação de crianças e jovens para a cidadania activa. Também estiveram presentes a presidente da Junta de Freguesia de Carcavelos, Zilda Costa Silva, representantes regionais da AEP e vários grupos de escoteiros convidados (Grupo 6 de Olhão, Grupo 16 de Carcavelos e Grupo 150 de S. Miguel das Encostas). A destacar, pela emotividade que despertou, a participação do filho de António Viegas Custódio, o escritor Júlio Conrado, que, após a leitura de um poema de sua autoria, recordou o quanto a vida do seu pai, quase inteiramente marcada pelo escotismo, e da sua família, foram positivamente influenciadas pelos princípios sociais e éticos do movimento iniciado por Baden-Powell. Depois destes testemunhos, as personalidades convidadas, juntamente com pais e amigos dos membros do Grupo 12, inauguraram e apreciaram uma exposição fotográfica alusiva ao trajecto de vida do Chefe Custódio desde que entrou para os escoteiros (1929).
Além do orgulho no passado, a festa reforçou a confiança no futuro daquele grupo escotista de Cascais – que, na realidade, começou como Grupo n.º 1 de Oeiras, tendo-se mudado para Sassoeiros em 1975, sempre pela mão de António Viegas Custódio. A estrutura está “em alta” desde há dois anos, altura em que o regresso de alguns antigos elementos e a “maturidade” atingida pelos mais velhos do grupo permitiram juntar um conjunto de adultos capaz de suportar o crescimento do número de adesões, o que aconteceu rapidamente. E nem a crise tem sido um obstáculo intransponível.
“Não por acaso, somos conhecidos por sermos desenrascados, tentamos fazer mais com menos”, justificou ao JR João Elyseu, um dos dirigentes do Grupo 12.
Mesmo assim, há inscrições abertas para a Tribo dos Exploradores (14 aos 17 anos). “Poderíamos esperar que os elementos da faixa etária imediatamente anterior ficassem mais velhos, mas decidimos não esperar”, explica aquele dirigente, apelando ao contacto dos interessados para grupo12@escoteiros.pt (mail) ou https://www.facebook.com/EscoteirosSassoeiros12.