Governo garante concessão de transportes públicos durante 2013

Governo garante concessão de transportes públicos durante 2013

A concessão a privados dos transportes públicos em Lisboa deverá estar concluída ainda este ano, disse hoje o secretário de Estado das Obras Públicas, Transportes e Telecomunicações, Sérgio Monteiro.

“As linhas urbanas e suburbanas da CP podem ser mais complicadas, mas no Metropolitano, Carris e Soflusa/Transtejo não há razão para que ainda este ano não esteja o processo concluído”, disse o governante.
Sérgio Monteiro falava aos jornalistas no final da cerimónia que assinalou o 53º aniversário do Metropolitano de Lisboa e que decorreu no auditório da estação do Alto dos Moinhos.
Na ocasião, o secretário de Estado alertou que nem todos os prazos estão dependentes do Governo, uma vez que o processo ainda tem de passar pelo regulador IMT (Instituto da Mobilidade e dos Transportes) e pelo Tribunal de Contas.
O governante referiu ainda que está à espera dos estudos que estão a ser elaborados para definir qual o melhor modelo de concessão a privados, mas adiantou que neste momento todos os cenários são possíveis no caso do metro e da Carris: um operador para as duas empresas ou dois operadores para cada uma das empresas.
“Mas certamente haverá dois contratos de concessão diferentes”, afirmou.
Questionado acerca dos STCP, no Porto, Sérgio Monteiro disse que o processo também está a decorrer, lembrando que, como já há uma concessão, o procedimento será mais simples.
Questionado acerca do passe Navegante, o governante disse aos jornalistas que o objetivo é introduzir um novo conceito de mobilidade e que “todos devem pensar na Carris, no metro e na oferta urbana da CP como um único modo de transporte que pode ser utilizado com aquele passe”.
“É dessa forma que queremos atrair mais utilizadores para o transporte público: é que é muito mais barato comprar o Navegante e usar Carris, metro e CP do que utilizar o carro todos os dias como transporte preferencial para as deslocações para o trabalho ou lazer”, acrescentou.
Sérgio Monteiro disse ainda que o Governo vai intensificar a fiscalização porque tem existido um aumento da fraude ou não validação dos títulos de transporte.
“A importância da fiscalização é grande para que quem utiliza o transporte e paga não seja prejudicado”, defendeu.