Georgios Papandreou e Passos Coelho na abertura oficial das Conferências do Estoril

Georgios Papandreou e Passos Coelho na abertura oficial das Conferências do Estoril
Georgios Papandreou, antigo Primeiro-Ministro grego, Pedro Passos Coelho, Primeiro-Ministro português estão juntos na sessão oficial de abertura das Conferências do Estoril 2015.
 
Depois da Cimeira da Juventude que apresentou projetos de jovens, com jovens para jovens, as CE 2015 são marcadas pela entrega do Estoril Local Answers Award, projeto que distingue uma “Resposta Local” para um “Desafio Global” e que este ano foi atribuído à APORVELA, instituição nacional que promove os valores do mar através da formação de jovens.
 
Entrando nos debates mais generalistas, o segundo dia das CE 2015 vai ser ainda pautado pela presença de figuras como Moisés Naim, autor do best seller “The End of Power”, e Elizabeth Wahl, jornalista correspondente da televisão russa nos EUA que se demitiu em direto por discordar da política editorial da estação.
 
Um dia em que o debate se prevê intenso, sobretudo tendo em conta o painel “Lições da crise grega”, protagonizado por Georgios Papandreou e que será moderado por Jorge Braga de Macedo, atual professor na Universidade Nova, mas que já ocupou a pasta das Finanças em Portugal, no Governo de Cavaco Silva.
 
O primeiro dia das Conferências do Estoril foi marcado pela inauguração da exposição “Murar o Medo” que apresenta, até dia 22, trabalhos de artistas em torno do manifesto de Mia Couto (CE 2011).
 
Ao longo do dia decorreu a Cimeira da Juventude, sob o tema “Acreditando nas ideias dos Estudantes”. Concorrida por cerca de 400 jovens, a cimeira permitiu abordar temas como “A educação é uma solução para o desemprego?”, “Como nos influenciam e como podemos influenciar as redes sociais?” e “Objetivos / Metas de Vida - O que podes fazer? Como podes fazer a diferença?”. “Tivemos uma Cimeira da Juventude muito boa, com oradores muito inspiradores e uma audiência fantástica. Se isto é uma amostra dos próximos dias, estas serão as melhores Conferências do Estoril de sempre”, referiu Dirk van Dierendonck, do Centro de Estudos para a Liderança, Escola de Gestão de Roterdão, Universidade de Erasmus.