Garret McNamara recebe prancha feita em cortiça portuguesa

Garret McNamara recebe prancha feita em cortiça portuguesa

Garret McNamara tem uma nova prancha feita totalmente em cortiça portuguesa. O recordista mundial da maior onda alguma vez surfada esteve em Sintra, na sede da Mercedes-Benz Portugal (MBP) para receber a nova prancha das mãos de Joerg Heinermann - CEO da MBP e de  Alberto Baptista - diretor comercial da Amorim Cork Composites. 

Este projeto, 100% nacional, contou com o apoio da Polen Surfboards, uma empresa Portuguesa que deu forma a esta prancha e que se encontra a desenvolver uma nova prancha feita a partir da espuma de alta densidade, um material que o próprio Garrett trouxe da Califórnia, da Varial Surfboards. Ambas as pranchas serão utilizadas nas ondas gigantes da Nazaré.

O desafio para este ano foi ainda maior: conceber uma prancha com materiais originais mas que têm comprovado a sua eficácia, resistência e durabilidade nos mais variados projetos a nível mundial, da indústria espacial à automóvel, passando pela produção têxtil às típicas rolhas de garrafa. Falamos, é claro, da cortiça portuguesa.

A produção de uma prancha totalmente em cortiça foi feita com o apoio e expertise do maior produtor mundial de cortiça, a Corticeira Amorim, reconhecida pelo seu longo percurso na pesquisa e desenvolvimento de produtos inovadores em cortiça, parte deles levados a cabo no âmbito da Amorim Cork Composites.

A escolha deste material sustentável foi clara para Garrett, que afirma ser “altamente resistente e ao mesmo tempo flexível para suportar o impacto de ondas gigantes”. Segundo Garrett McNamara: “Sendo Portugal o maior produtor do mundo de cortiça faz todo o sentido usar este material para produzir uma prancha de alta performance para a Nazaré. Quando surfamos ondas gigantes é preciso uma prancha flexível mas com alta resistência para que não possa quebrar. Acredito que estas pranchas serão a referência em termos de tecnologia para todos aqueles que surfam ondas gigantes, é por isso, uma honra poder estar envolvido neste projeto inovador que é o MBoard, da Mercedes-Benz, agora com o apoio adicional e know-how da Corticeira Amorim e a tecnologia da Polen Surfboards.”

Garrett McNamara, é atualmente o detentor do recorde mundial da maior onda alguma vez surfada, com um registo certificado pelo livro dos recordes do Guiness. Com as pranchas desenhadas pela Mercedes-Benz em 2013 surfou as ondas gigantes da Nazaré a 62,4 km/hora. Este feito tecnológico só foi possível de ser medido graças ao sistema de telemetria desenvolvido pela Mercedes-Benz, no âmbito do MBoard Project.

Segundo Joerg Heinermann: “Estamos muito satisfeitos por realizar esta parceria que envolve várias empresas e órgãos nacionais, entre estes a Corticeira Amorim, a Nazaré Qualifica e a Polen Surfboards. Contamos com os melhores experts em cada área para ajudar a desenvolver a melhor prancha de alta performance para enfrentar as ondas gigantes da Nazaré. Este é, sem dúvida, um projeto que nos deixa orgulhosos por estarmos ligados a um desporto em crescimento em Portugal e por podermos utilizar materiais ecológicos e sustentáveis na construção desta prancha para o Garrett.”

Nas palavras de Carlos de Jesus, Diretor de Comunicação da Corticeira Amorim: “É um orgulho para a Corticeira Amorim integrar este projeto e é, simultaneamente, uma prova de que Portugal pode criar e fornecer inovação às organizações mais exigentes do mundo em termos de qualidade e de design”. Salienta ainda que: ‘’A performance técnica da cortiça natural e neste caso específico da gama Corecork é, sem dúvida, uma mais-valia importante para quem opera nos limites absolutos de um desporto como o surf. Esta aporta igualmente credenciais ecológicas e de sustentabilidade inigualáveis, características ainda mais relevantes se considerada a comunidade de desportistas a que se destina e que foi pioneira na perceção da relevância destas questões.”

 

Criação de prancha a partir de espuma altamente resistente

Já em relação à espuma usada na indústria aerospacial e que irá resultar na produção de uma nova prancha para Garrett, esta resulta de uma tecnologia que permitirá o fabrico de uma prancha sem qualquer stringer (longarina que normalmente se encontra no interior das pranchas para efeitos de robustez e flexibilidade). Garrett McNamara espera que esta seja uma prancha com a “…máxima flexibilidade sem perda de força para aguentar as ondas do canhão da Nazaré”. A Polen Surfboards encontra-se igualmente a desenvolver esta prancha para Garrett no âmbito do MBoard Project.

De acordo com Parker Borneman, CEO da Varial Surf Technology - "Esta espuma de alta densidade e normalmente usada na indústria aeroespacial é a primeira espuma especialmente desenvolvida para a produção de pranchas de surf. O resultado deste desenvolvimento da Varial Surf  é uma prancha altamente resistente, leve e flexível para suportar condições extremas do mar.”