Frederico Silva recebe último convite para o Estoril Open, Nick Kyrgios desiste

Frederico Silva recebe último convite para o Estoril Open, Nick Kyrgios desiste
O australiano Nick Kyrgios, 16.º tenista mundial e mais cotado entre os jogadores inscritos, desistiu do Estoril Open, devido ao falecimento do avô, anunciou hoje a organização. Nick Kyrgios, que seria o primeiro cabeça de série do torneio português, foi finalista da primeira edição do Millennium Estoril Open, em 2015, e semifinalista o ano passado.
 
Esta é a segunda baixa de peso que o Estoril Open, que decorre entre 01 e 07 de maio, no Clube de Ténis do Estoril, sofre no espaço de 24 horas, já que na quinta-feira o espanhol Albert Ramos, que seria o segundo pré-designado, também anunciou a sua desistência.
 
Entretanto, o tenista português Frederico Silva recebeu hoje o último 'convite' para o quadro principal do Estoril Open, com Gonçalo Oliveira e João Monteiro a merecerem 'wild card' para a fase de qualificação, que arranca no sábado.
   
Depois de ter entregado os dois primeiros 'wild cards' para o quadro principal ao espanhol David Ferrer, ex-número três mundial, e a Pedro Sousa, o número três nacional, a organização do único torneio ATP disputado em Portugal decidiu voltar a apostar em Frederico Silva, 434.º jogador do 'ranking' ATP, que é agenciado pela Polaris, um das três empresas organizadoras do evento.
 
Com a entrada direta no 'qualifying' de João Domingues, que tinha recebido um convite para a qualificação por ter sido o melhor português no circuito Cascais NextGen Tour, a organização optou por distribuir os dois 'wild cards' por representantes nacionais, entregando-os a Gonçalo Oliveira (392º) e João Monteiro (467º).
 
"Os acertos e a entrada direta de João Domingues na fase de qualificação possibilitaram-nos uma gestão de 'wild cards' que nos permite a inclusão de mais um tenista português. E decidimos escolher o Frederico Silva para o quadro principal, com Gonçalo Oliveira e João Monteiro na fase de qualificação. Em vez de mais três, ficamos com mais quatro representantes nacionais, que assim se juntam a João Sousa e a Gastão Elias -- que entraram diretamente no quadro principal", explicou João Zilhão, citado em comunicado da organização.
 
O diretor do torneio assumiu que o facto de Frederico Silva, único tenista nacional a ter títulos do 'Grand Slam' no currículo, ser agenciado pela Polaris, integrante da 3LOVE, entidade organizadora do torneio, pesou na opção.
 
"Não fomos insensíveis ao facto de estar em recuperação no 'ranking' após lesão e de ter jogado bem no último torneio future do Cascais NextGen Tour, só perdendo no 'tie-break' do terceiro 'set' nos quartos de final e chegando à final de pares", acrescentou.
 
'Kiko' foi campeão júnior de pares masculinos do Open dos Estados Unidos (2012) e Roland Garros (2013), ao lado do britânico Kyle Edmund, que neste Estoril Open vai jogar a variante de pares ao lado do número um nacional, João Sousa.
 
Com a entrega do último convite a Frederico Silva, fica definitivamente afastada a hipótese de haver um jogador do 'top 10' mundial no Estoril Open, que sofreu um duro revés com as desistências do australiano Nick Kyrgios e do espanhol Albert Ramos, que seriam primeiro e segundo cabeças de série, nas últimas 24 horas.