Fogo no Parque Natural de Sintra-Cascais dominado a 80 por cento

Fogo no Parque Natural de Sintra-Cascais dominado a 80 por cento
Oitenta por cento do incêndio que deflagrou hoje no concelho de Cascais estava dominado pelas 18:30, disse aos jornalistas o comandante operacional distrital de operações de socorro de Lisboa, Carlos Mata.
 
Segundo o responsável, que falava aos jornalistas no local, dois bombeiros foram transportados para o Hospital de Cascais, um com uma entorse no pé e outro por cansaço.
 
Um dos elementos pertencia à corporação de Algueirão-Mem Martins (concelho de Sintra) e outro a Alcabideche (Cascais).
 
O incêndio começou numa zona de mato localizada entre o canil municipal de Cascais e Murches, cerca das 14:44 e chegou a motivar a evacuação de habitações.
 
“Tivemos que evacuar duas delas [em Murches] por razões de segurança, para evitar casos mais relevantes”, disse o comandante.
 
Hernâni Carvalho foi uma das pessoas a ser aconselhada a abandonar a sua casa e contou que o fogo “chegou muito perto”.
 
“Pediram-nos para sair, mas acho que o pior já passou. Mas ainda temi pela minha casa”, contou à Lusa.
 
Ao contrário de informação dada durante a tarde por fonte da Proteção Civil, a Autoestrada 5 não chegou a ser cortada, segundo fontes da GNR e da concessionária Brisa.
 
De acordo com o comandante da GNR Filipe Costa, as estradas mais próximas da zona onde o fogo deflagrou, na zona do Pisão, foram condicionadas para permitir a passagem dos carros dos bombeiros.
 
Segundo informação atualizada às 18:45 pela Proteção Civil no seu ‘site’, foram mobilizados 277 operacionais, 86 viaturas e quatro meios aéreos.
 
Além dos bombeiros, no local estão elementos do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), PSP, GNR e Polícia Municipal.