Festival NOS Alive regressa ao Passeio Marítimo de Algés a 6, 7 e 8 de julho de 2017

Festival NOS Alive regressa ao Passeio Marítimo de Algés a 6, 7 e 8 de julho de 2017
O festival de música Alive, cuja 10.ª edição terminou no sábado, regressa ao Passeio Marítimo de Algés, Oeiras, nos dias 06, 07 e 08 de julho de 2017, anunciou o promotor da iniciativa, Álvaro Covões.
 
"Esperemos que seja, como é habitual, o melhor cartaz sempre", afirmou Álvaro Covões, promotor do NOS Alive, numa conferência de imprensa, no recinto do festival.
Em jeito de balanço da 10.ª edição do festival, que teve lotação esgotada com cerca de 165 mil pessoas a passarem pelo recinto entre quinta-feira e hoje, Álvaro Covões referiu terem sido vendidos 31.946 bilhetes "em todo o mundo", a pessoas de "88 nacionalidades".
 
A cobrir a iniciativa, na qual atuaram 128 artistas, distribuídos por sete palcos, estiveram "496 jornalistas acreditados, sendo 116 estrangeiros".
 
Álvaro Covões fez questão de salientar o lado de "responsabilidade social" do Alive, recordando que foram atribuídas, em parceria com o Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC), em cada uma das edições, duas bolsas de investigação científica.
No mesmo âmbito, o promotor destacou os prémios atribuídos a dois projetos na área da economia social, em parceria com a Cooperativa António Sérgio para a Economia Social (CASES): um na Nazaré, que apoia quem vivia da seca do bacalhau, e um outro, no Porto, que apoia pessoas carenciadas, na compra de medicamentos.
 
Na conferência de imprensa esteve também o presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Paulo Vistas, que se mostrou "muito feliz com mais um sucesso".
 
O autarca destacou a "segurança" numa iniciativa por onde passaram 55 mil espectadores por dia, "mais cinco mil trabalhadores do festival", havendo "um potencial enorme para acidentes".
 
"Todos levámos a bom termo o nosso objetivo: que não houvesse nenhum acidente de maior", disse, salientando o trabalho de bombeiros, PSP, Proteção Civil, Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), Cruz Vermelha e Polícia Municipal, presentes no recinto.
 
Numa referência à final do Euro 2016, que será jogada em Paris pelas seleções nacionais de futebol de Portugal e França, Paulo Vistas afiançou que, "no domingo, o caneco vem para Oeiras", onde se situa a Cidade do Futebol.